SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O meia-atacante Reinier foi emprestado pelo Real Madrid e passou as últimas duas temporadas no Borussia Dortmund, mas jogou pouco. Agora, dois ex-jogadores do clube alemão falam o que não deu certo para o ex-Flamengo na Alemanha.

Reinier chegou em Dortmund em 2020 e ficou até o término da temporada 2021-22. Foram só 39 jogos, com um gol e uma assistência.

Para o ex-atacante Ewerthon, que jogou no Dortmund no começo dos anos 2000, a dificuldade para se adaptar foi o principal fator para que o meia-atacante não tivesse sucesso no futebol alemão.

"Alguns jogadores brasileiros que passaram depois da nossa passagem, no ano passado, dois anos atrás, não conseguiram ter uma realidade igual os brasileiros fizeram no passado. Por isso que muitos jogadores não estão indo mais para o cenário da Bundesliga. É uma coisa natural. Tem muitos jogadores brasileiros saindo para outros mercados, espanhol, inglês, mas não para o mercado alemão. Vejo jogadores com qualidade, mas o mais complicado é a integração, chegar e conseguir se adaptar, adaptar à maneira do futebol alemão, cultura, vida", disse Ewerthon em entrevista organizada pela Bundesliga.

"A gente teve o caso do Reinier, que não conseguiu jogar, mostrar seu trabalho, seu futebol, e era só um brasileiro dentro do Borussia Dortmund. É até complicado. Eu perguntei por que tinha acontecido isso. Infelizmente, a integração dele dentro do grupo não foi boa. É uma questão pessoal do jogador, do staff e do clube, porque o jogador que chega do Brasil e não tem um tradutor para ele, uma pessoa que assessora ele fora de campo. São culturas totalmente diferentes e são jogadores jovens. Até se adaptar ao estilo alemão é bastante complicado", acrescentou.

Segundo o ex-atacante alemão Karl-Heinz Riedle, herói do título do Dortmund na Liga dos Campeões de 1997, a forte concorrência no ataque do clube alemão foi um problema para Reinier. Ele citou Erling Haaland, que deixou a equipe rumo ao Manchester City nesta temporada.

"Ele [Reinier] era talentoso. Foi realmente muito difícil para ele chegar lá na equipe, porque temos uma configuração realmente fantástica na frente com Haaland e os outros caras. Eles são muito bons. Então, para ele, não foi um passo fácil no Borussia Dortmund, mas em alguns estágios você pode ver que ele é um garoto muito duro, e acho que ele definitivamente fará seu caminho de maneira diferente em um time diferente", declarou Riedle.

Após sair do Dortmund, Reinier retornou ao Real Madrid no meio de 2022 e foi novamente emprestado. Agora, ele tem contrato com o Girona, da Espanha, até junho de 2023.