SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Pachuca (México) tem interesse no volante Rodrigo Fernández, que está emprestado pelo Guaraní (PAR) ao Santos até o dia 31 de dezembro. O Peñarol (URU) também tem o atleta de 26 anos na mira.

O Pachuca procurou os representantes para avisar que, se o Santos não comprá-lo, uma proposta será feita ao Guaraní. Os mexicanos sinalizaram com um salário bem superior ao que é pago pelo time praiano.

O Santos, porém, afirma que irá exercer a cláusula de compra de cerca de R$ 6 milhões do uruguaio. O problema está na valorização salarial do meio-campista para 2023.

Como o UOL Esporte antecipou, Fernández está insatisfeito com o salário que receberia em 2023 e pressiona o Santos por um aumento. O clube, em contrapartida, está protegido em contrato.

Quando acertou o empréstimo junto ao Guaraní, o Santos já definiu um contrato em caso de compra, com aumento salarial de 20%, e teve a assinatura do jogador. Agora, depois de ser titular durante toda a temporada, ele pede mais.

O presidente Andres Rueda cogita dar essa valorização ao uruguaio por merecimento, mas não por pressão dos empresários. O mandatário teme abrir precedente para outros atletas seguirem o mesmo caminho.

Rodrigo Fernández chegou ao Santos em março e disputou 38 jogos no ano, com um gol marcado.

Tags:
santos