SÃO PAULO, SP (UOL - FOLHAPRESS) - Derrotada pela Arábia Saudita por 2 a 1, nesta quarta-feira (23), na estreia da Copa do Mundo, a Argentina parece ter sido surpreendida pelo estilo de jogo do adversário. Se esse realmente foi o caso, o técnico Lionel Scaloni não pode dizer que faltou aviso -e não foi de qualquer um.

Antes do início do Mundial, Sergio Aguero, ex-atacante da seleção argentina e hoje streamer, fez uma análise bem completa da seleção saudita e destacou alguns pontos que ficaram muito evidentes após a partida: linha de impedimento e o talento do camisa 10.

"Atenção, Scaloni! Estou te dando todos os detalhes. Assim, depois, você não precisa falar nada. Mostre esse vídeo aos jogadores e pronto!", disse Aguero, em tom de brincadeira, durante sua análise.

Ainda no primeiro tempo, quando a Argentina jogou melhor e abriu o placar, foram três gols anulados: um de Messi, e dois de Lautaro Martínez. Os três lances foram considerados ilegais pelo mesmo motivo: impedimento.

"Importante que eles jogam em linha [de impedimento]", disse Aguero, soando profético, em outro trecho do vídeo

Já na segunda etapa, quando os sauditas cresceram no jogo, Al-Dawsari - o camisa 10 - fez um golaço para virar a partida e fechar o placar em 2 a 1.

"O [camisa] 10 tem muita qualidade. Atenção ao 10! [...] Façam falta no 10, controlem o camisa 10", opinou Aguero, enquanto assistia a lances de partidas da Arábia Saudita nas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo.

MÉXICO 'PERIGOSO'

No próximo sábado (26), às 16h (de Brasília), a Argentina tenta se reabilitar na Copa do Mundo diante do México, que empatou sem gols com a Polônia na estreia.

Se a opinião de Aguero deve ser levada em conta, a seleção mexicana é um adversário perigoso, ainda mais quando estão em má fase - a seleção mexicana perdeu três dos últimos cinco jogos antes da Copa do Mundo.

"O México é perigoso, mais ainda quando não estão em um bom momento. Eles jogam contra uma seleção de menor expressão e perdem. Mas contra grandes seleções, jogam como nunca", disse Aguero em entrevista à ESPN.