SÃO PAULO, SP (UOL - FOLHAPRESS) - O árbitro Janny Sikazwe, da Zâmbia, não teve vida fácil no primeiro tempo de Canadá x Bélgica, pelo Grupo F da Copa do Mundo. Além de um pênalti marcado para os canadenses -e desperdiçado por Alphonso Davies-, a equipe de arbitragem avaliou outros dois lances de possíveis penalidades não marcadas.

Diante de tantos lances polêmicos, o comentarista Sandro Meira Ricci, do SporTV, disparou duras críticas à arbitragem, comparando a atuação de Janny Sikazwe no primeiro tempo à de árbitros do Campeonato Brasileiro.

Ao analisar um lance em que o VAR revisou um possível pênalti, o ex-árbitro brasileiro afirmou que o zambiano não passava confiança aos jogadores. Além disso, Ricci avaliou que a arbitragem errou ao não marcar um pênalti a favor do Canadá -em outro lance revisado com vídeo.

"Não há nada. O jogador do Canadá valoriza. Tem até um contato por trás, mas ele já tinha parado. [...] O árbitro precisa transmitir confiança. A galera até comemora que está sendo checado. Precisa transmitir confiança e ele não está passando essa segurança. Os jogadores aproveitam", disse o comentarista durante a transmissão do SporTV.

"Que demora! Parece Brasileirão. Está pior. Um lance tão simples. É só analisar em câmera 1 - que é a câmera do ao vivo. Você consegue ver que o jogador do Canadá cavou o pênalti. Contato existe. No futebol é o que mais tem. Não adianta ficar procurando formiga, que vai achar. Tem que analisar a jogada como um todo", complementou Sandro Meira Ricci, criticando a demora do VAR para revisar um lance.

Sequência na Copa do MundoDepois de se enfrentarem, Canadá e Bélgica voltam a campo apenas no próximo domingo (27). Os canadenses encaram a Croácia, às 13h (de Brasília). Um pouco antes, às 10h (de Brasília), a seleção belga enfrenta o Marrocos.