SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A massacrante goleada por 7 a 0 sobre a Costa Rica, nesta quarta-feira (23), fez a Espanha se tornar a seleção que mais encantou na Copa do Mundo do Qatar até agora. Não à toa como comentários em comparação à época de ouro da Fúria, como o "tiki-taka", foram feitos aos montes nas redes sociais.

E são justos. Um dado que chama atenção em meio à vitória expressiva da equipe comandada pelo técnico Luis Enrique é que mais de mil passes foram trocados durante a partida. O número é um recorde no Mundial do Qatar até o momento.

Ao todo, segundo estatísticas divulgadas pela Fifa, a Espanha trocou 1.061 passes contra a Costa Rica, completando 1003. Ou seja, só 58 passes incompletos.

Para efeito de comparação, a segunda seleção que mais trocou passes em uma partida nesta Copa até agora foi a Alemanha, na derrota por 2 a 1 para o Japão, com 820, 241 a menos que a Espanha. Destes, 743 completos, 260 a menos que o time de Luis Enrique.

Espanha e Alemanha, inclusive, se enfrentam no domingo (27), às 16h (de Brasília).

Ao fim da primeira rodada, o Grupo E da Copa do Mundo é liderado pela Espanha (3 pontos e 7 de saldo), tem Japão em segundo (3 pontos e 1 de saldo), Alemanha em terceiro (0 ponto e -1 de saldo) e Costa Rica na lanterna (0 ponto e -7 de saldo).