SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Xavi Hernández, técnico do Barcelona, desculpou-se pela declaração que deu neste sábado (21) a respeito da prisão preventiva de Daniel Alves. Após a vitória de sua equipe sobre o Getafe, o treinador disse que foi mal interpretado, lamentou não ter sido contundente na fala e enfatizou seu apoio à vítima.

O QUE XAVI HAVIA DITO?

Neste sábado (21), Xavi se manifestou pela primeira vez sobre a detenção de Daniel Alves, ex-jogador do Barcelona. Ele falou que estava "em estado de choque" e que se sentia "muito mal" pelo lateral brasileiro.

ENTENDA A ACUSAÇÃO

Uma jovem de 23 anos acusou Daniel Alves de tê-la agredido sexualmente no final do ano passado.

O crime teria ocorrido no dia 30 de dezembro de 2022 em uma boate em Barcelona.

Na última sexta (19), após Dani Alves prestar depoimento sobre o caso, a juíza espanhola Maria Concepción Canton Martín determinou a prisão sem direito a fiança.

As contradições do brasileiro em suas versões teriam sido um dos principais motivos que embasaram a decisão da juíza.

Dani Alves teve seu contrato rescincido com o Pumas (MEX) por justa causa.

A Justiça segue investigando o ocorrido, tomando depoimento de testemunhas, fazendo a perícia do local e avaliando os exames médicos. Ele pode pegar até 12 anos de prisão se for considerado culpado.

COMO DENUNCIAR VIOLÊNCIA SEXUAL

Vítimas de violência sexual não precisam registrar boletim de ocorrência para receber atendimento médico e psicológico no sistema público de saúde, mas o exame de corpo de delito só pode ser realizado com o boletim de ocorrência em mãos. O exame pode apontar provas que auxiliem na acusação durante um processo judicial, e podem ser feitos a qualquer tempo depois do crime. Mas por se tratar de provas que podem desaparecer, caso seja feito, recomenda-se que seja o mais próximo possível da data do crime.

Em casos flagrantes de violência sexual, o 190, da Polícia Militar, é o melhor número para ligar e denunciar a agressão. Policiais militares em patrulhamento também podem ser acionados. O Ligue 180 também recebe denúncias, mas não casos em flagrante, de violência doméstica, além de orientar e encaminhar o melhor serviço de acolhimento na cidade da vítima. O serviço também pode ser acionado pelo WhatsApp (61) 99656-5008.

Legalmente, vítimas de estupro podem buscar qualquer hospital com atendimento de ginecologia e obstetrícia para tomar medicação de prevenção de infecção sexualmente transmissível, ter atendimento psicológico e fazer interrupção da gestação legalmente. Na prática, nem todos os hospitais fazem o atendimento. Para aborto, confira neste site as unidades que realmente auxiliam as vítimas de estupro.

GettyImages - Xavi (dir.), atual técnico do Barcelona, e Daniel Alves (esq.) jogaram juntos no clube catalão por oito anos.