SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após a morte da mãe, Miguelito programa a volta para Santos com seu pai e irmãos. O meia-atacante ainda está na Bolívia e pretende viajar ao Brasil no fim desta semana.

Miguelito perdeu a mãe de forma súbita. Aos 42 anos, Mary Giovana Acuña Andi morreu menos de uma semana depois de descobrir um tumor na barriga.

O jovem foi para a Bolívia e ganhou tempo para ficar com seus familiares. O Santos mantém contato diário com o atleta e promete ajudar no que ele precisar. Miguel está abalado, mas disposto a retornar o quanto antes ao Brasil.

O irmão de Miguelito precisa concluir os estudos. A ideia é estar com o pai, o irmão e a irmã em Santos entre fevereiro e março.

Miguel viajou acompanhado de Paulo Roberto, seu empresário, e morava longe dos pais até perder a mãe.

O QUE ESTÁ POR TRÁS

O Santos se preocupa com o futuro de Miguelito e dá todo o tempo necessário para lidar com o luto.

Além do luto, Miguelito sofreu com alguns problemas físicos recentemente e estava em transição para ficar à disposição do técnico Odair Hellmann.

Miguelito treinou sem disputar partidas oficiais por quatro anos à espera da maioridade e do contrato profissional. A falta de histórico em competições causou um déficit físico em relação aos companheiros e rivais.

O departamento de saúde havia montado uma programação especial para Miguel se desenvolver fisicamente e agora aguarda a volta para saber quanto tempo mais de treinamento é necessário.

Miguelito é considerado um futuro craque no Santos. Ele foi promovido na reta final do Campeonato Brasileiro de 2022 e deve ter mais oportunidades neste ano.

O boliviano já foi convocado pela seleção principal do país e recusou propostas do Brasil e da Europa antes de assinar contrato com o Santos.

Em 2021, o técnico Fernando Diniz treinou Miguel escondido no profissional e falou a todos que o Santos tinha uma joia nas mãos.

O atual contrato de Miguel Terceros termina em 2027. O Santos ainda tem outros dois bolivianos: o zagueiro Zabala e o centroavante Enzo. Ambos moravam com Miguelito na Baixada Santista.