SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Nome cotado para encontrar Novak Djokovic na final do Australian Open, Stefanos Tsitsipas continua fazendo jus a seu status entre especialistas e casas de apostas. O grego de 24 anos, #4 do mundo, fez outra bela apresentação nesta terça-feira, confirmou seu favoritismo sobre o tcheco Jiri Lehecka (21 anos, #71) e garantiu sua vaga nas semifinais em Melbourne. A vitória veio com parciais de 6/3, 7/6(2) e 6/4.

Será a quarta vez de Tsitsipas nas semifinais do Australian Open, mas a primeira em que ele será o claro favorito para avançar. Nas outras três, acabou derrotado por Rafael Nadal (2019) e Daniil Medvedev (2021 e 2022). Desta vez, seu rival será o russo Karen Khachanov (26 anos, #20), que se classificou quando o americano Sebastian Korda abandonou, alegando dores no punho direito. O placar mostrava 7/6(5), 6/3 e 3/0 no momento da desistência.

Tsitsipas será favorito no duelo com Khachanov não só por causa do histórico diante do russo (cinco jogos e cinco vitórias), mas porque seu momento é excelente. Sem perder desde o último jogo do ATP Finals do ano passado, o grego soma dez vitórias consecutivas no circuito. Este ano, antes do Australian Open, Stefanos competiu na United Cup e venceu quatro jogos.

COMO ACONTECEU

Tsitsipas entrou em quadra mostrando intensidade e precisão, enquanto Lehecka precisou de algum tempo para se encontrar. Até isto acontecer, o grego já tinha uma quebra de saque a seu favor, e o placar mostrava 3/0. Depois disso, o tcheco conseguiu apenas três pontos no serviço de Tsitsipas, que manteve a dianteira com firmeza até fazer 6/3.

Diante de muitos torcedores gregos - ele sempre diz que o Australian Open é o seu slam caseiro - Tsitsipas sacava bem, mostrava-se sólido no fundo de quadra e jogava um tênis agressivo, subindo à rede sempre que podia. Lehecka só conseguiu ameaçá-lo no quarto game do segundo set, quando conquistou seus primeiros break points. No entanto, Stefanos respondeu à altura, salvando cinco break points e mantendo o jogo igualado. Com Lehecka sacando bem e sem ceder break points, a parcial só foi decidida no tie-break.

No game de desempate, Tsitsipas foi implacável. Sem cometer um erro não forçado, exigiu que Lehecka entrasse em pontos mais longos. O tcheco acabou cometendo duas falhas em seus pontos de saque, e o grego abriu 4/1. Sem dar chances para uma reação, Tsitsipas fechou o game e o set em 7/6(2).

Tsitsipas mostrou mais força ainda no sétimo game do terceiro set, quando jogou três pontos perfeitos e saiu de 0/40 para manter seu serviço. No game seguinte, foi Lehecka quem precisou escapar de um 0/30 para confirmar o saque. Stefanos, contudo, continuou pressionando nas devoluções e foi recompensado no décimo game. Com uma passada de backhand, conquistou um match point. No ponto seguinte, viu Lehecka jogar uma esquerda na rede e dar números finais ao jogo.