SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Nesta sexta-feira (26), o presidente do Campeonato Espanhol, Javier Tebas, se encontrou com o embaixador do Brasil na Espanha, Orlando Leite Ribeiro.

Javier Tebas e Orlando Leite fizeram uma reunião para debater o polêmico caso de racismo contra Vinícius Júnior, ocorrido no dia 21 de maio, em confronto entre Real Madrid e Valencia pela La Liga.

Ambos concordaram que não há lugar para os atos racistas, a exemplo dos quais Vini sofreu, no território espanhol.

Após a reunião, a confederação da La Liga emitiu um comunicado (leia abaixo) condenando qualquer manifestação racista e xenofóbica contra os atletas da competição.

"A Embaixada do Brasil e a La Liga condenam veementemente qualquer manifestação racista e se comprometem a continuar lutando contra esse flagelo que atinge o esporte e compromete a imagem da Espanha, um país acolhedor onde podem prosperar atletas de todas as origens, credos e etnias.

Nesta altura é importante que as instituições competentes atuem no sentido de identificar e punir de forma exemplar os infratores, passando a mensagem clara de que não serão toleradas manifestações racistas e xenófobas."