SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, chegou nesta quarta-feira (23) a Ierevan, a capital armênia, para uma reunião de sua miniversão da Otan que envolve países ex-soviéticos.

Houve protestos em ruas da cidade contra a presença de Putin, o chamando de persona non grata e assassino, além de outros atos contra a Guerra da Ucrânia.

Segundo a imprensa local, os atos foram distantes dos pontos por onde Putin passou, mas esse tipo de dissenso tem se mostrado maior com a emigração de russos insatisfeitos com os rumos do país desde a invasão que completa nove meses nesta quinta (24).