BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O PT convidou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outros ex-líderes do partido para a reinauguração do gabinete da liderança petista na Câmara, que será realizada no próximo dia 30, às 16h.

O espaço foi depredado por golpistas que invadiram o Congresso em 8 de janeiro, em ataques que são investigados pela Polícia Federal e pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Imagens do circuito interno da Câmara mostram um vândalo quebrando a porta de vidro da liderança com um extintor de incêndio e um pé de cabra. Segundo integrantes do PT, os golpistas quebraram as janelas do gabinete para entrar no local.

Lá dentro, eles rasgaram papéis, além de terem quebrado uma televisão e computadores. Os vândalos fizeram uma fogueira com a bandeira do partido e com quadros com imagens históricas do PT.

Nos dias seguintes aos ataques, cacos de vidro foram retirados da liderança, que foi limpa. Os quadros queimados foram reconstituídos e pendurados novamente. No entanto, algumas janelas ainda não foram reinstaladas -pedaços de madeira vedam os espaços.

"Certamente, os terroristas tinham objetivo claro quando se dirigiram ao gabinete da Liderança do PT na Câmara. A história e os ideais do nosso partido representam o que mais abominam. Orgulhosamente, somos a antítese do ideário fascista e terrorista", afirma o líder do PT na Câmara, Reginaldo Lopes (MG).

"Reinaugurar nosso cantinho petista no Congresso, atualizado com novas imagens da nossa trajetória, é a resposta aos inimigos da democracia."

Além de ser o maior nome do partido, Lula foi convidado por ter ocupado a liderança do PT na Câmara de 1º de fevereiro de 1987 a 14 de dezembro de 1988.