• Assinantes
  • Saúde

    Mensageiros do vento Objetos de decoração e harmonia trazem
    vibrações positivas ao ambiente

    Renata Solano
    *Colaboração
    28/11/07

    Os mensageiros dos ventos são instrumentos utilizados pela Escola do Chapéu Negro do budismo, mas também por outras linhas do Feng Shui para fazer a cura da energia através do círculo do vento. A forma, o som e o material (tubo de metal) são importantes nessa cura.

    Para os especialistas, a força vital, entra e sai dos tubos espalhando as boas energias pela forma tubular. O som produzido também interage com a energia de cada pessoa, acalmando o estado de espírito.

    Por isso, é melhor deixar os sinos onde existe uma leve brisa para que o som seja suave e não estridente. Na Escola do Chapéu Negro, os mensageiros dos ventos devem ficar perto das janelas, mas também um corredor e na quina de uma parede em formato de "L".

    "As pessoas compram, muitas vezes, por causa do barulho que faz, tem alguns que se assemelham aos sinos das igrejas, dos mosteiro e aos barulhos da natureza como a chuva, por exemplo", explica o vendedor ambulante José Raimundo dos Santos.

    Ainda, podem ser utilizados com a função de separar a energia de ambientes diferentes, por isso são colocados em portas que limitam um ambiente com outro.

    Tubos

    Fotomontagem: Laura Martins Ferreira - foto sinos Um sino com cinco tubos é ideal para equilibrar a energia de um espaço. Já para criar ou ativar a energia vital, é aconselhável o uso de mensageiros dos ventos com seis, oito ou nove tubos. Para dar sorte, um mensageiro de seis ou oito tubos é colocado na área da casa em que se quer ativar a boa energia. Os sinos também são muito utilizados na área da criatividade, cujo o elemento é o metal.

    Segundo o arquiteto, Fabiano Texeira Tavares, o objeto, que tem a idéia de harmonia e união, deve ser usado com algumas precauções. "Não adianta ter um mensageiro do vento e pendurá-lo em local onde não há nenhuma passagem de vento, porque você vai estar subutilizando o produto, mas também não se deve colocar em locais onde venta demasiadamente, senão o barulho pode deixar as pessoas irritadas, por exemplo", explica.

    Externando sentimentos

    Fotomontagem: Laura Martins Ferreira - foto sinos José Raimundo diz que as pessoas que compram, nem sempre se interessam pelo lado exotérico, místico e espiritual do mensageiro dos ventos, mas o arquiteto Fabiano comenta que, simplesmente, o fato de a pessoa comprar o produto já é uma forma de externar os sentimentos e, portanto, uma forma de exoterismo.

    "As pessoas costumam confundir esse conceito, eu não gosto de falar que exoterismo é apenas bruxaria e mágica, mas também a forma de expor aos outros o que somos interiormente, portanto, comprar produtos seja por causa do barulho, da beleza ou do seu sentido original, é uma forma de traduzir nossa personalidade, é uma maneira de externar a sombra de nossa essência", explica Fabiano.

    José Raimundo diz que quase não vende esse produto, que é muito imprevisivel a procura, por isso ele sempre tem. "Costumo vender uns dois por mês, e o preço varia muito, tem desde R$ 10** até uns R$ 50**, depende do material e do tamanho", conta.

    foto sinos foto sinos foto sinos

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

    **Preços fornecidos em novembro de 2007

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.