Fiscalização já percorreu 80% das academias de Juiz de Fora

Por

Terça-feira, 9 de março de 2010, atualizada às 19h

Fiscalização já percorreu 80% das academias de Juiz de Fora

Daniele Gruppi
Subeditora

A blitz de fiscalização nas academias de Juiz de Fora já percorreu 80% dos 110 estabelecimentos previstos pelo Ministério Público Federal (MPF). A operação, que ocorre desde a terça-feira, 2 de fevereiro, já prendeu pelo menos 13 por exercício ilegal da profissão.

Somente nesta semana quatro pessoas foram presas. Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar, os suspeitos ministravam aulas, eram instrutores de musculação ou exerciam atividade relativa à profissão sem o registro no Cref. Eles foram encaminhados à delegacia da Polícia Civil (PC), onde prestaram depoimentos. As academias ficam em Benfica, Jardim Santa Helena, Vitorino Braga e São Pedro (ver mapas).

Segundo o coordenador do Departamento de Orientação e Fiscalização do Conselho Regional da profissão, Amaylton Salles de Carvalho, o órgão está assustado com as irregularidades encontradas. "Além de constatarmos pessoas inabilitadas trabalhando, deparamos com instalações precárias e ainda com estabelecimentos que não estão em dia com Estado e município."

Para ele, os objetivos de identificar as irregularidades e de tomar providências para saná-las  estão sendo alcançados. Ele lembra que a operação não termina com o fim da blitz. "Vamos buscar a regulamentação das academias até conseguirmos."

 

Os textos são revisados por Madalena Fernandes