Juiz de Fora 150 anos em um minuto:
Os fatos e personalidades que constru?ram a hist?ria da cidade.
Novas cr?nicas todos os dias, de segunda a sexta.
Uma iniciativa da R?dio FM Itatiaia e do JFService

19/05/2000

ou?a a cr?nica
Instituto Granbery
Primeiro col?gio da Zona da Mata Mineira, o Instituto Granbery foi fundado em Juiz de Fora em 1889, por dois mission?rios e um bispo norte-americanos. Na ?poca, a cidade era considerada um dos principais centros da regi?o sudeste e tamb?m um forte reduto republicano. No dia 17 de fevereiro de 1890, com apenas um aluno, tiveram in?cio as atividades acad?micas regulares da escola, num modesto sobrado, localizado na Rua Marechal Deodoro esquina com Rua Santo Ant?nio. Logo em seguida, a escola organizou seu Departamento Prim?rio, que contava com apenas dois pequenos estudantes. Finalmente, no dia 8 de setembro, as portas do Granbery foram abertas oficialmente, quando ent?o recebeu o nome de Col?gio Americano Granbery. Seu primeiro curso foi o de Teologia, fundado em 1890, j? que a meta era preparar pastores metodistas para "conquistarem o Brasil como um todo". J? em 1904, criava os cursos de Farm?cia e Odontologia, orientados segundo as melhores escolas dent?rias dos Estados Unidos. Em seguida, vieram as faculdades de Direito, em 1911, e Pedagogia, em 1928. No final da d?cada seguinte, em 39, ap?s per?odos de muitas crises, o projeto de universidade foi encerrado, e a institui??o passou a se dedicar ao ensino fundamental e ao ensino m?dio. No ano passado, por?m, o Granbery (foto), R. Batista de Oliveira, 1145, retomou seu projeto de curso superior e j? est? lan?ando projetos na ?rea de especializa??o.

ou?a a cr?nica
Turma de S?o Roque
A animada turma que esquentava o Largo de S?o Roque com suas brincadeiras e deboches deixou saudades. A turma se reunia freq?entemente no Quitandinha, um com?rcio inaugurado em 1954, que pertencia a Orlando Granato. O nome foi escolhido em homenagem ao imponente Hotel Quitandinha, de Petr?polis. A turma de S?o Roque passava horas no Quitandinha, mas, ?s vezes, dividia-se entre as sess?es no Cinema Popular, as rodas de porrinha e a banca do jogo de bicho. Nas noites de ter?as e sextas-feiras, o endere?o certo do grupo era o Clube Gin?stico, para as partidas de v?lei e, principalmente, basquete. Havia campeonato animados de tempos em tempos, que eram transmitidos pela R?dio Sociedade de Juiz de Fora e pela R?dio Industrial. Outra op??o noturna era uma esticada ?s zonas bo?mias na Rua Henrique Vaz ou na linha. Da turma faziam parte Aroldo Cherem, R?mulo Wadih Gemus, Elp?dio Raimundo de Oliveira Pifano, Walmir Pifano, Luiz Carlos Novaes Rosa. E ainda Jorge Gasolina, Luiz Carlos Capeta, Evander Dore e muitos outros que se uniram por v?rias d?cadas na regi?o do Largo de S?o Roque. Pregar pe?as nos mais velhos, na vizinhan?a e nos valent?es que circulavam pela ?rea era um dos passatempos da turma. Em 1960, eles mostram a sua for?a e conseguem eleger vereador um dos seus integrantes: Am?lcar Campos Padovani, o Timica. Foram tantos votos que Am?lcar Padovani foi o quarto mais votado entre os quase cem nomes que disputavam uma vaga no Legislativo Municipal naquele ano.

ou?a a cr?nica
Televis?o
Um programa de televis?o foi assistido em Juiz de Fora pela primeira vez no ano de 1951. As imagens de um Fla x Flu no Maracan?, numa tarde de domingo de maio, est?o entre as primeiras vis?es acompanhadas num televisor pelos juizforanos. O aparelho de tv foi instalado no alto do edif?cio Clube Juiz de Fora, que ainda estava em constru??o, na esquina da Rua Halfeld com a Avenida Rio Branco. Muitas pessoas estavam presentes, cheias de curiosidades, para ver de perto a novidade. Apesar de todo o aparato e dos preparativos, as primeiras imagens n?o passaram de sombras em meio a um chuvisco cinzento e um chiado no som. Mas isto n?o chegou a ser uma decep??o e muitos sa?ram dali entusiasmados ap?s assistir ?s primeiras imagens em preto e branco do maior est?dio do mundo. Mas somente quase uma d?cada depois, entre os anos de 1962 e 1963, ? que a televis?o come?ava a se firmar como aparelho eletrodom?stico obrigat?rio em todos os lares. Os programas de audit?rio, as novelas e o futebol come?aram a ganhar o gosto das fam?lias, que se reuniam na sala diante do aparelho mais importante da casa.

Cr?ditos:
Texto e ?udio - Equipe de Jornalismo R?dio FM Itatiaia JF
Edi??o Internet e recursos digitais - Equipe JFService / ArtNet