Juiz de Fora 150 anos em um minuto:
Os fatos e personalidades que constru?ram a hist?ria da cidade.
Novas cr?nicas todos os dias, de segunda a sexta.
Uma iniciativa da R?dio FM Itatiaia e do JFService

30/06/2000

Ou?a a cr?nica
Pra?a das Caveiras
Situada defronte ao Cemit?rio Municipal no bairro Po?o Rico, a Pra?a da Rep?blica nunca deixou de ser mais conhecida como Pra?a das Caveiras. Com o bairro ainda pouco habitado e com pouca ilumina??o, a pra?a realmente ficava fantasmag?rica durante a noite e poucos tinham coragem de passar por ali, a n?o ser aqueles que gostavam de fazer um despacho ?s sextas-feiras e tinham na pra?a o seu lugar ideal para uma "macumbinha" ou evoca??o dos mortos. Ficou famoso um caso acontecido ali e que, na ?poca, teve ampla cobertura do Di?rio da Tarde. Segundo os relatos, um homem passando de carro pela pra?a viu uma mo?a muito bonita que lhe solicitou carona e ele atendeu prontamente. Passeou com ela pela cidade, at? que, pr?ximo da meia noite, ela pediu que a levasse de volta ? pra?a, porque morava ali perto. Por v?rios dias seguidos, eles voltaram a se encontrar. Sa?am de carro e se despediam no mesmo local. At? que um dia, a mo?a n?o apareceu mais e o homem n?o conseguiu descobrir onde ela morava. Tr?s dias depois, indo ao enterro de um amigo, ele viu num t?mulo um retrato da amada e a data de sua morte: exatamente dez anos antes do dia em que ele a viu pela ?ltima vez.

Ou?a a cr?nica
Orquestras M?rio Vieira e J. Guedes
Durante muitos anos, at? o final da d?cada de 70, Juiz de Fora contava com duas excelentes orquestras, com mais de 20 m?sicos, e que administravam uma sadia rivalidade, cada uma querendo se apresentar melhor que a outra. A orquestra de M?rio Vieira era mais antiga. Existia desde os ?ureos tempos do Cassino Atl?ntico, mas ambas primavam por ter em seus quadros os melhores m?sicos da cidade, al?m de outros cantores. Na orquestra de J. Guedes, cantavam Geraldo Moura e Maria Regina, irm? do baterista Miltinho, que hoje est? no conjunto J? Onze e Meia do Programa J? Soares. Baile em Juiz de Fora, para ser bom, tinha que ter a participa??o de uma destas duas orquestras e n?o havia necessidade de se chamar nenhum grupo de outras cidades para animar nossas festas. Al?m dos bailes, eles se apresentavam em shows e programas de audit?rio das emissoras de r?dio da cidade, sendo que at? nisso a rivalidade existia a orquestra de M?rio Vieira se apresentava na R?dio Industrial e J. Guedes nos programas da R?dio Sociedade e as duas acompanhavam os grandes artistas nacionais e internacionais que se apresentavam na cidade. Naquela ?poca, n?o existia playback nem os ?rg?os eletr?nicos que acabaram dizimando as boas orquestras e causando o desemprego dos m?sicos.

Ou?a a cr?nica
Ex-prefeitos: Agostinho Pestana
O engenheiro Agostinho Pestana da Silva Netto, formado na mesma turma de Itamar Franco, foi o escolhido como candidato pelo MDB ? prefeitura de Juiz de Fora para um mandato chamado "tamp?o" por ser de apenas dois anos e determinado pelo Congresso Nacional para possibilitar a coincid?ncia de mandatos. Unindo a aceita??o da administra??o de Itamar ao seu prest?gio como empres?rio de sucesso, obteve uma vit?ria esmagadora com mais de 50 por cento. Apesar do pouco tempo de mandato, Agostinho marcou sua administra??o pela sobriedade e decis?es importantes, como a desapropria??o do terreno onde viria a se instalar a Sider?rgica Mendes J?nior. Abriu ao tr?fego a Garganta do Dilermando e construiu o passeio central da Avenida Rio Branco para disciplinar o tr?nsito. Organizou o Festival de M?sica de Juiz de Fora, transmitido pela TV Globo para todo o Brasil e que teve a m?sica vencedora apresentada no Festival Nacional da Can??o no Rio de Janeiro. Sua decis?o mais pol?mica foi a venda da Telemusa Telef?nica Municipal S.A. para a Telemig, atitude que lhe valeu o rompimento com seu antecessor Itamar Franco, que era contra a venda. Em Juiz de Fora, levava-se at? 24 horas para conseguir uma liga??o interurbana, e Agostinho alegou que a prefeitura n?o tinha como investir em melhorias. A Telemig melhorou rapidamente o servi?o telef?nico na cidade, mas o juizforano passou a pagar as chamadas locais, o que n?o era feito antes.

Cr?ditos:
Texto e ?udio - Equipe de Jornalismo R?dio FM Itatiaia JF
Edi??o Internet e recursos digitais - Equipe JFService / ArtNet