Quinta-feira, 26 de novembro de 2015, atualizada às 11h15

PM prende dois suspeitos de envolvimento na morte do pastor no São Judas Tadeu

pm

A Polícia Militar (PM) prendeu dois suspeitos, de 19 e 20 anos, de envolvimento no assassinato do pastor, 54 anos, no início da tarde de quarta-feira, 25 de novembro, no bairro São Judas Tadeu. Conforme o boletim de ocorrência, uma viatura policial avistou os dois jovens conduzindo uma motocicleta descrita pela esposa da vítima e o vizinho que presenciou o crime. A polícia encontrou junto com o rapaz mais velho uma arma de fogo. Eles foram reconhecidos pelas testemunhas e encaminhados para a delegacia da Polícia Civil, no bairro Santa Terezinha. O revólver e a moto foram apreendidos.

O crime chocou familiares e vizinhos da vítima pela violência sem motivos aparentes. Ele foi morto com tiros na cabeça a queima-roupa no portão de casa, na rua Monsenhor Francisco de Paula Salgado, enquanto saia de sua residência com a esposa. Segundo informações da PM, o homem aguardava o pastor, que também era sargento reformado do Exército, do outro lado da rua, em frente a sua casa, até que a vítima saísse, por volta das 12h40.

A mulher relatou aos policiais que o marido ainda ergueu as mãos e gritou "esta repreendido em nome de Jesus", quando ouviu os quatro disparos. O assassino fugiu a pé e, poucos metros a frente do local do homicídio, subiu em uma moto, na companhia de um comparsa.

O Samu foi acionado e realizou os primeiros socorros à vítima no local. Mas, o pastor não resistiu e morreu. A perícia fez os trabalhos para liberação do corpo e constatou três perfurações na cabeça e uma no pescoço. O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios.