Paulo César Paulo César 3/12/2012

Festival Primeiro Plano 2012

A Dama do EstácioChegou ao fim no último sábado, 1º de dezembro, o 11º Festival Primeiro Plano de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades 2012, que desde a segunda-feira, 26 de novembro, exibiu dezenas de curtas nas competições regional e nacional. O evento contou, ainda, com as exibições de curtas sulamericanos, cinco longas-metragens nacionais e um argentino, além de oficinas, debates, sessões escola e a mostra no bairro Benfica, na Zona Norte da cidade.

Na abertura oficial do evento, o público lotou uma das salas do Espaço Alameda de Cinema para assistir aos curtas "O Próximo, de Yuri Westermann, que foi realizado com recursos do prêmio Incentivo Primeiro Plano 2011; e Fim de Mês, de Nilson Alvarenga. Mas o destaque da noite ficou por conta do longa argentino O Estudante, de Santiago Mitre, e contou com a presença de uma das atrizes do filme, Valéria Corrêa. Durante o restante da semana, as sessões eram divididas entre as mostras competitivas regionais e nacionais.

Além das competições, o festival ofereceu ao público oficinas, como a Método Querô na escola, que contou com 20 jovens de 14 a 18 anos, selecionados pelo Centro Herval Cruz Braz, que reuniram-se durante três dias na Casa de Cultura da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), onde puderam conhecer mais sobre os métodos audiovisuais e ainda produzir um minimetragem, que seria exibido no sábado antes do encerramento. Outra iniciativa extra no evento eram os debates que ocorriam no dia seguinte, com a presença dos realizadores dos curtas, para que interagissem e trocassem experiências com outros diretores e com o público.

Os vencedores foram conhecidos na noite de sábado. O grande destaque da mostra regional foi o curta Viagem real, de Cataguases, e dirigido por Eduardo Yep e Henrique Vale, que recebeu o prêmio do júri, do público, além do Incentivo Primeiro Plano, rendendo aos realizadores R$ 5.000, que serão utilizados na produção de um novo curta-metragem. Receberam Menção Honrosa, Nicotina 2 mg, de Paulo C. Silva e Vicky Freitas; Descompasso, de Jéssica Faria Ribeiro e Fram Moraes; e Getúlio, que horas são?, de Cláudia Rangel e Guilherme Landim.

Na mostra nacional, os destaques foram Irene, de Patrícia Galucci e Victor Nascimento, que conseguiu três prêmios; e Pelo Caminho, com dois; além de A Galinha que burlou o sistema, que venceu na categoria roteiro e recebeu o prêmio do Júri Jovem. Entretanto, o melhor filme do Primeiro Plano 2012 foi A Dama do Estácio, de Eduardo Ades. A história de uma velha prostituta que fica obcecada com a ideia de que vai morrer e precisa de um caixão conta com a atuação brilhante de Fernanda Montenegro, encantando os jurados. Uma competição de alto nível e com produções cuidadosas e acima da média.

O Festival Primeiro Plano de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades é um evento organizado pelo Luzes da Cidade (Grupo de Cinéfiloss e produtores culturais), Universidade Federal de Juiz de Fora e pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura.

Lista completa dos vencedores

Mostra Competitiva Regional

Prêmio Incentivo Primeiro Plano: Viagem Real, de Eduardo Yep e Henrique Vale

Menções Honrosas

  • Getúlio, que horas são?, de Claudia Rangel e Guilherme Landim
  • Nicotina 2mg, de Paulo C. Silva e Vicky Freitas
  • Descompasso, de Jéssica Faria Ribeiro e Fram Moraes

Júri Popular: Viagem Real, de Eduardo Yep e Henrique Vale

Mostra Competitiva Nacional

Melhor filme: A Dama do Estácio, de Eduardo Ades

Menção Honrosa: Realejo, de Marcus Vinícius Vasconcelos

Melhor Direção: Gustavo Vinagre, por Filme para Poeta Cego

Melhor Roteiro: Ana Durães e Quico Meirelles, por A Galinha que Burlou o Sistema

Melhor Atriz: Iná de Carvalho, por Irene

Menção Honrosa: Camila Márdila, por Pelo Caminho

Melhor Ator: Gabriel Bodstein, por O Fim do Filme

Melhor Direção de Arte: Maite Sanchez, por Irene

Melhor Concepção Fotográfica: Pepe Mendes, por Irene

Melhor Concepção Sonora: Livio Tragtenberg, por #

Melhor Trilha Sonora: Ricardo Ponte, por Pelo Caminho

Melhor Montagem: Lucas Mendonça, por O Membro Decaído

Melhor Primeiro Plano: Quando o céu desce ao chão, de Marcos Yoshi

Júri Jovem: A Galinha que Burlou o Sistema, de Quico Meirelles

Júri Popular: O Fim do Filme, de André Dib

Prêmio Porta Curtas: Filme para Poeta Cego, de Gustavo Vinagre

Leia também



Paulo César da Silva é estudante de Jornalismo e autodidata em Cinema.
Escreveu e dirigiu um curta-metragem em 2010, Nicotina 2mg.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.