• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Terça-feira, 5 de julho de 2011, atualizada às 18h

    Associação Cultural e Beneficente Ítalo-Brasileira Anita Garibaldi completa 103 anos e luta para quitar débitos do IPTU

    Jorge Júnior
    Repórter
    garibaldi

    "Este ano a Associação Cultural e Beneficente Ítalo-Brasileira Anita Garibaldi completa 103 anos e não há motivos para comemorar", afirma o presidente da fundação, Antônio Eduardo Miranda da Silva.

    De acordo com ele, a associação sem fins lucrativos, localizada em um imóvel tombado em 7 de maio de 1999 pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac), situado na avenida Rio Branco, 2234, está com uma dívida de R$ 27 mil, referente ao valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

    "Desde 1992 a taxa não é paga." Silva diz que, como a instituição é beneficente, é impossível arcar com as taxas do IPTU. "A dívida ativa do imposto tem impedido a associação de obter recursos próprios." Para tentar resolver a situação, na tarde desta terça-feira, 5 de julho, foi realizada uma audiência pública na Câmara Municipal de Juiz de Fora, a pedido da vereadora Ana das Graças Côrtes Rossignoli (Ana do Padre Frederico - PDT). "Nada tem sido executado para melhorar a qualidade do local. Como é uma fundação com sede em um imóvel tombado, a taxa do IPTU deveria ser repassada", destaca o historiador e voluntário da casa, Afrânio Tavares, que enfatiza a importância da associação. "É um patrimônio histórico e cultural de Juiz de Fora."

    Silva destaca, ainda, que o Comppac solicita, todo ano, que a Associação Cultural e Beneficente Ítalo-Brasileira Anita Garibaldi pinte a fachada da casa, o que não é possível devido à escassez de recursos.

    Propostas

    De acordo com o superintendente da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), Toninho Dutra, desde 2009, ele tenta marcar uma reunião com os membros da presidência, mas as tentativas foram frustradas.

    Segundo a Secretária da Fazenda, Maria Helena Leal, em 1992, o departamento concedeu a anistia dos débitos do IPTU para a Associação Cultural e Beneficente Ítalo-Brasileira Anita Garibaldi. "Todo patrimônio tombado tem direito à isenção do IPTU, mas a taxa de coleta de resíduos sólidos é cobrada. Para que o imóvel fique isento, é necessário, todo ano, pedir a anistia da taxa e assinar um termo se comprometendo a cuidar do local", explica. Para conseguir a isenção é necessário que o representante legal faça o pedido junto ao órgão entre 1º de janeiro a 30 de junho de cada ano.

    Maria Helena afirma que o setor vai avaliar o caso novamente, para conceder a anistia do local. Outra medida para solucionar a dificuldade enfrentada foi proposta por Dutra. "Temos que nos reunir e criar uma diretora para a associação, de modo que cada representante fique responsável por um setor, para que, assim, a casa possa alavancar os projetos culturais com a comunidade."

    garibaldi garibaldi
    Atividades

    Atualmente, cinco voluntários trabalham na fundação e oferecem aulas de música, montagem e manutenção de computadores, artesanato e pinturas. Cerca de 50 jovens, entre 8 e 17 anos, frequentam as aulas teóricas e práticas de música, que são desenvolvidas três vezes por semana. Já o curso de informática, também conta com 50 jovens, que aprendem todos os procedimentos técnicos de computadores. "O nosso objetivo é colocar nossos estudantes no mercado de trabalho", afirma Silva. 

    Segundo o voluntário, os cursos de artesanato e pintura, são destinados às mães dos jovens que estudam música na instituição. As atividades são abertas a toda população carente, mas Silva destaca que a associação necessita de voluntários na área de música. "Queremos ampliar o nosso quadro de professores, buscando oferecer melhores condições de aprendizado."

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.