Quinta-feira, 13 de novembro de 2014, atualizada às 08h22

Projeto abre espaço para famílias e portadores de síndrome de down

SDS

Uma parceria inédita selada na última quarta-feira, 12 de novembro, prestará atendimento às famílias com crianças e adolescentes portadores de Síndrome de Down. O projeto de voluntariado Papo de Mãe consistirá em um acompanhamento semanal, com o objetivo de partilhar experiências e orientar as famílias visando a elevar a autoestima e socialização dos portadores da doença. Além disso, a iniciativa busca estimular ações específicas nas áreas de saúde e educação voltadas para este público.

O termo de adesão ao projeto foi assinado pelo secretário de Desenvolvimento Social, Flávio Cheker, que celebrou o pioneirismo dessa iniciativa voluntária. A parceria também foi assinada pela supervisora de Desenvolvimento e Acessibilidade do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (DPCDH), Ana Paula Santos Machado, e pelas fonoaudiólogas Cylene Medrado e Patrícia Pogianello, voluntárias na parceria.

Uma das responsáveis pela coordenação do projeto, Cylene explica que o grupo iniciará um mapeamento da situação social das famílias com membros portadores de Síndrome de Down no município. Com a finalização do diagnóstico, serão iniciadas as ações direcionadas a este público.

Além de reuniões semanais com as famílias, a serem realizadas na sede do DPCDH (Rua São Sebastião, 750 – Centro), o "Papo de Mãe" prevê oficinas nas áreas de saúde e educação. A oficina "A saúde do nosso filho" será composta por palestras e cursos buscando orientar as mães quanto aos cuidados da pessoa com Síndrome de Down.

Já a "Aprendendo com nossos filhos" terá como objetivo atuar no desenvolvimento de habilidades e competências da aprendizagem escolar.

-
Quinta-feira, 13 de novembro de 2014, atualizada às 08h22

Projeto abre espaço para famílias e portadores de síndrome de down

SDS

Uma parceria inédita selada na última quarta-feira, 12 de novembro, prestará atendimento às famílias com crianças e adolescentes portadores de Síndrome de Down. O projeto de voluntariado Papo de Mãe consistirá em um acompanhamento semanal, com o objetivo de partilhar experiências e orientar as famílias visando a elevar a autoestima e socialização dos portadores da doença. Além disso, a iniciativa busca estimular ações específicas nas áreas de saúde e educação voltadas para este público.

O termo de adesão ao projeto foi assinado pelo secretário de Desenvolvimento Social, Flávio Cheker, que celebrou o pioneirismo dessa iniciativa voluntária. A parceria também foi assinada pela supervisora de Desenvolvimento e Acessibilidade do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (DPCDH), Ana Paula Santos Machado, e pelas fonoaudiólogas Cylene Medrado e Patrícia Pogianello, voluntárias na parceria.

Uma das responsáveis pela coordenação do projeto, Cylene explica que o grupo iniciará um mapeamento da situação social das famílias com membros portadores de Síndrome de Down no município. Com a finalização do diagnóstico, serão iniciadas as ações direcionadas a este público.

Além de reuniões semanais com as famílias, a serem realizadas na sede do DPCDH (Rua São Sebastião, 750 – Centro), o "Papo de Mãe" prevê oficinas nas áreas de saúde e educação. A oficina "A saúde do nosso filho" será composta por palestras e cursos buscando orientar as mães quanto aos cuidados da pessoa com Síndrome de Down.

Já a "Aprendendo com nossos filhos" terá como objetivo atuar no desenvolvimento de habilidades e competências da aprendizagem escolar.

Quinta-feira, 13 de novembro de 2014, atualizada às 08h22

Projeto abre espaço para famílias e portadores de síndrome de down

SDS

Uma parceria inédita selada na última quarta-feira, 12 de novembro, prestará atendimento às famílias com crianças e adolescentes portadores de Síndrome de Down. O projeto de voluntariado Papo de Mãe consistirá em um acompanhamento semanal, com o objetivo de partilhar experiências e orientar as famílias visando a elevar a autoestima e socialização dos portadores da doença. Além disso, a iniciativa busca estimular ações específicas nas áreas de saúde e educação voltadas para este público.

O termo de adesão ao projeto foi assinado pelo secretário de Desenvolvimento Social, Flávio Cheker, que celebrou o pioneirismo dessa iniciativa voluntária. A parceria também foi assinada pela supervisora de Desenvolvimento e Acessibilidade do Departamento de Políticas para a Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (DPCDH), Ana Paula Santos Machado, e pelas fonoaudiólogas Cylene Medrado e Patrícia Pogianello, voluntárias na parceria.

Uma das responsáveis pela coordenação do projeto, Cylene explica que o grupo iniciará um mapeamento da situação social das famílias com membros portadores de Síndrome de Down no município. Com a finalização do diagnóstico, serão iniciadas as ações direcionadas a este público.

Além de reuniões semanais com as famílias, a serem realizadas na sede do DPCDH (Rua São Sebastião, 750 – Centro), o "Papo de Mãe" prevê oficinas nas áreas de saúde e educação. A oficina "A saúde do nosso filho" será composta por palestras e cursos buscando orientar as mães quanto aos cuidados da pessoa com Síndrome de Down.

Já a "Aprendendo com nossos filhos" terá como objetivo atuar no desenvolvimento de habilidades e competências da aprendizagem escolar.