Exposição Colcha de Retalhos está em cartaz na Casa de Cultura

A mostra reúne quadros confeccionados com elementos da natureza, além de telas em acrílico que utiliza as técnicas empregadas na aquarela

Cintia Charlene
*Colaboração
3/4/2013
quatro

A exposição Colcha de Retalhos, de Vanêza Lara e Adriana Schubert, está em cartaz na Casa de Cultura da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Uma das obras expostas são quadros que unem pinturas e elementos descartados pela natureza, como pedras, conchas, cascas, sementes e outros elementos. ''Tive a ideia de trabalhar com esse material após me deparar com objetos descartados pela natureza, durante as minhas caminhadas no sítio. Eu vi nesses objetos uma utilidade", explica Adriana Schubert.

As 26 peças, que estão à mostra, poderão ser adquiridas. Uma das técnicas utilizadas pela professora é revestir as molduras dos quadros com fibra de coqueiro. ''Os trabalhos vêm sendo produzidos há três anos, e a ideia de expor, pela primeira vez, veio de uma amiga que me incentivou a mandar um portfólio para participar da galeria'', comenta. 

exposicaocolchaA expositora Vanêza Lara, artista plástica desde 1997, expõe nesta mostra quadros em aquarela sobre papel e telas de acrílico. Ao todo serão serão expostas 12 obras, dessas uma do início de sua carreira. Nas obras são empregadas técnicas de movimento e sobreposição.''Utilizo nas minhas telas de acrílico as técnicas empregadas na aquarela, com formas e transparências. Trabalho com os mais variados temas, entre eles, patrimônio e animais, todos envolvendo a natureza, como se fosse uma colcha de retalhos'', conta.

Uma curiosidade da artista plástica é que ela foi escolhida, em 2011, pelo Circuito Internacional de Arte Brasileira (CIAB) de Belo Horizonte, para mostrar seus trabalhos em Portugal e Espanha, cidades por onde passa o circuito. "Eu mandei alguns trabalhos para BH e para participar eles me pediram para produzir duas obras que retratassem Juiz de Fora, eu escolhi o Museu Mariano Procópio. A partir de então, passei a expor meus trabalhos fora do país. Além disso, recebi o título de pré-curadora e agora sou responsável por selecionar dois artistas a cada ano na cidade, para que estes também possam exibir seus trabalhos neste circuito, que engloba países do exterior e que termina no Brasil."

A Casa de Cultura da UFJF funciona na avenida Rio Branco 3372. A entrada é gratuita e o público pode visitar a feira no período de 5 a 27 de abril, de segunda a sexta-feira, entre 14h e 19h. E nos sábados de 10h às 14h.

*Cintia Charlene é estudante do 7º período de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.