• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Cine-Theatro Central ficará em obras até abril

    A restauração da fachada iniciou na última segunda-feira, 19 de janeiro. Toda obra foi orçada em R$ 944 mil

    Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
    23/01/2015

    Após a restauração interna ser concluída, agora é a vez da parte externa do Cine-Theatro Central receber os retoques. Essa é a primeira vez, nos últimos 18 anos, que as fachadas do Central são alvo de completo restauro de manutenção, incluindo limpeza, tratamento e pintura das paredes, recomposição de rebocos, molduras e revestimentos, restauro de carrancas e ornatos, revisão e restauração de todas as janelas, impermeabilização de terraços e marquises.

    Todo o trabalho está previsto para acontecer num prazo de três meses e a expectativa é que o espaço esteja pronto em abril. A restauração das fachadas já é a parte final das obras que vêm sendo realizadas desde agosto de 2014. A restauração não chegou a interromper totalmente a agenda do teatro, mas, até março, só serão realizados eventos que já estavam marcados.

    O atual restauro de manutenção do Central – o terceiro realizado no espaço – foi orçado em mais de R$ 944 mil. A administração do espado do teatro considera a restauração muito importante para a preservação do monumento, que é bem tombado pelo patrimônio municipal e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). As obras nas fachadas ainda incluem intervenções para restauro da escadaria de acesso principal e do piso externo, com substituição de ladrilhos hidráulicos quebrados e recomposição do mármore por outros com as mesmas características. Também será feita a substituição dos atuais pisos em cimentado dos acessos laterais e das bilheterias por novo piso em ladrilhos. Para combater o problema das infiltrações, marquises e terraços serão impermeabilizados.

    A restauração das fachadas começará pela principal, passando em seguida para as laterais e, por fim, para a posterior, de frente para a rua São João. Após todo o processo de tratamento e recomposição dos revestimentos, a pintura das paredes será feita com a mesma tinta Arcádia Ibratin, na cor atual. Como explica Fontana, trata-se de tinta mineral, que permite à parede "transpirar" – linha desenvolvida especialmente para a conservação de bens do patrimônio histórico como o Central, que em março deste ano completa 86 anos.

    Com informações da Universidade Federal de Juiz de Fora.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.