Exposi??o mostra as v?rias faces de Aline Bastos A fot?grafa Aline Bastos exp?e 36 telas que mostram a versatilidade e o ecletismo de seu trabalho

Marinella Souza
*Colabora??o
16/12/2008

Mistura Visual - olhares e suspiros ? a reuni?o de mais de 30 telas, cada uma com duas ou mais fotografias selecionadas pela psic?loga Aline Bastos, resultado dos ?ltimos dois anos do seu trabalho.

Apaixonada por fotografia desde sempre, Aline sempre foi eleita a "fot?grafa da sua galera", como ela diz, mas s? em 2006 come?ou a fazer de sua paix?o uma profiss?o de verdade. "Eu fui convidada para fazer eventos sociais, comecei a ficar conhecida por isso", conta.

Com 20 mil fotos armazenadas em seu computador pessoal, a mo?a decidiu que era hora de mostrar mais de seu trabalho. Veio a id?ia da exposi??o e de um site, para que seus parceiros pudessem ter algum retorno. Era um desejo antigo que precisou de pouco mais de um m?s para ser colocado em pr?tica.

Entre a decis?o de tocar o projeto, a escolha das fotos, a capta??o dos recursos, a escolha de um lugar para expor e a concretiza??o de tudo, Aline n?o precisou de mais do que 35 dias. Isso mesmo. Em 35 dias Mistura Visual - olhares e suspiros foi pensada, organizada e montada.

O objetivo era reunir o maior n?mero poss?vel de fotografias sobre temas variados, que demonstrassem toda a versatilidade do seu trabalho. "Eu escolhi as mais bonitas, as que me diziam algo", revela.

As telas
Ao todo, s?o 36 telas em plotagem com PVC que fazem a exposi??o ter um ar que condiz com a artista: moderno e ecl?tico. Ecletismo ? o que n?o falta em Mistura Visual.... Embora seja conhecida por seu trabalho na noite, Aline revela muitos outros olhares e suspiros.

Paisagens, luz, ambiente, moda, esporte, natureza, DJ's, shows e at? gastronomia aparecem na exposi??o pelas lentes de Aline Bastos. A dubl? de psic?loga e fot?grafa revela que, entre tantos assuntos que atraem seu olhar e a fazem suspirar, os shows s?o os favoritos.

"Eu amo m?sica. Fui casada com m?sico, tenho dois filhos extremamente musicais. Al?m disso, no show a luz est? perfeita, tudo est? preparado para a coisa ser divulgada, ir para frente. ? o melhor lugar para fotografar, basta voc? ter paci?ncia e esperar o momento certo", ensina.

Para a el?trica Aline, al?m da plotagem, que faz com que a foto seja ela mesma a sua moldura, o grande charme da exposi??o que criou est? mesmo na surpresa que vai causar nos olhares dos visitantes. "Quem vem aqui est? buscando as fotos sociais e vai chegar aqui e conhecer um outro lado da Aline... vai ver que a Aline fotografa outras coisas tamb?m...", comemora.

Contratada para um dia de exposi??o, Aline recebeu o presente de poder expor seus quadros por dez dias. Obstinada e ousada, a mo?a n?o pensou duas vezes antes de aceitar o convite e, para que tudo sa?sse dentro do prazo previsto, estabeleceu metas di?rias e enlouqueceu todos os envolvidos. "Eu tive que antecipar todos os prazos em uma semana. Ia nos respons?veis todos os dias... deixei todo mundo doido", conta.

A loucura de todos surtiu efeito. Espalhadas em algumas salas, as telas de Aline atraem o olhar e ? imposs?vel n?o suspirar com o resultado final. Fotografias inusitadas, captadas por um olhar humano e atento a tudo o que est? em volta, comp?em essa mistura visual que revela as diversas fases da artista.

Entre as diversas personalidades que j? fotografou, Aline optou por colocar em exposi??o os nomes de destaque em Juiz de Fora. "? preciso valorizar o que ? nosso. Se eu posso colocar o Gustavo Gianetti, que ? fruto da terra, por que vou colocar outro?", questiona.

Surpreendentemente, a tela favorita de Aline n?o foi fotografada por ela, mas ? sua a concep??o. Trata-se de uma foto de fam?lia, em preto-e-branco, tirada no anivers?rio de seu av?. "J? disseram uma vez que nem sempre um auto-retrato ? voc? quem fotografa, mas voc? cria ele. Tenho um carinho especial por essa fotografia porque sem a minha fam?lia n?o existiria exposi??o, meu trabalho n?o faria sentido", confessa, emocionada.

Com os olhos marejados, a artista garante que ver as telas expostas j? a deixa realizada. "? claro que eu quero que as pessoas vejam, que gostem, que se identifiquem, que me conhe?am mais e melhor, mas se vier uma s? pessoa eu j? estou no lucro. A maior realiza??o ? ver meu projeto colocado em pr?tica", diz.

Aos convidados para o coquetel de lan?amento da exposi??o nesta ter?a-feira, 16 de dezembro, Aline solicitou que levassem um quilo de alimento. O que ela pretende? Colocar o que conseguir dentro do carro e levar para alguma comunidade carente. N?o tenho uma entidade em mente, quero colocar tudo no carro, pegar minha c?mera e registrar a rea??o dessas pessoas. Quero dar isso a elas...Fui muito ajudada para fazer a exposi??o, quero devolver isso em mais ajuda para quem precisa.

Falta dizer alguma coisa, Aline? "Obrigada... isso sempre tem que ser dito muitas vezes...", declara.

Foto de tela de n? masculino e feminino Foto de mosaico de borboleta

A exposi??o Mistura Visual - olhares e suspiros pode ser conferida at? o dia 19 de dezembro, de segunda a sexta-feira na Casa de Cultura ( avenida Rio Branco,3372, Centro), das 13 h ?s 18 h.

*Marinella Souza ? estudante de Comunica??o Social na UFJF