Projeto Escola da Paz lança seis filmes sobre bullyingProdução de curtas foi realizada por cem adolescentes de uma escola municipal. O objetivo é combater a violência no ambiente escolar por meio da arte

Melissa Ribeiro
Repórter
11/12/2009

Alunos da Escola Municipal Menelick de Carvalho exibiram nesta sexta-feira, 11 de dezembro, às 19h, seis filmes curta-metragem, produzidos por eles mesmos, sobre a prática de bullying no ambiente escolar. Os filmes abordam a questão da violência física, moral e psicológica dentro das salas de aula e são resultado do Projeto Escola da Paz.

O projeto teve início em março de 2009 e envolveu 100 alunos, entre 10 e 17 anos, além de contar com a participação de professores de diversas disciplinas. Idealizado pelo diretor da escola, Cláudio Orlando Gamarano Cabral e pelo produtor cultural Cássio Elísio, o Escola da Paz tem o objetivo de construir uma cultura de harmonia e cooperativismo, combatendo atitudes agressivas, ameaças e zombarias entre os adolescentes.

Antes de iniciarem a produção dos vídeos, os alunos participaram de uma série de debates sobre a construção da paz e as formas de se lidar com as diferenças. Os adolescentes também aprenderam as etapas de realização de filmes, através de quatro oficinas: Roteiro para Produções Audiovisuais, Produção para TV e Vídeo, Cinegrafia e Iluminação para Vídeos e Direção de Produções Audiovisuais.

Segundo o coordenador das oficinas, o cineasta Adriano Medeiros, foram necessários dois meses para a gravação dos vídeos, que possuem de 5 a 10 minutos de duração. Para ele, a produção dos curtas revelou um trabalho muito maior, que envolveu toda a escola no debate sobre a cultura da paz. "Não é simples mudar uma escola de forma integral. É preciso a participação de todos. A transformação acontece de forma gradativa e esse foi o pontapé inicial. Até porque eles são adolescentes e estão em período de formação."

Medeiros acredita que, além de trabalhar a questão pontual da violência, o projeto contribuiu para aumentar a autoestima dos adolescentes. "No início eles [os alunos] tinham um certo receio de colocar suas próprias ideias, como se houvesse um cerceamento natural. A partir do momento que perceberam que havia dentro deles essa capacidade criativa, o processo começou a deslanchar com uma naturalidade muito grande."

crianças fazendo filmagem crianças fazendo filmagem crianças fazendo filmagem
Projeto poderá ser estendido para outras escolas municipais

O Escola da Paz é financiado pelo Fundo de Apoio à Pesquisa na Educação Básica (FAPEB). De acordo com Medeiros, a ideia é dar continuidade ao projeto em 2010, estendendo as atividades para outras escolas da rede municipal. Para isso, será necessária a realização de parcerias com empresas e outros órgãos públicos. "Nós começamos com o cinema, mas temos a proposta de ampliar também para as artes plásticas, depois para música e outras ideias que virão.

Confira os curtas que foram exibidos
  1. Depende de nós (do 6º ano)

  2. Mudança de ritmo (do 7º ano)

  3. Bullying (8º ano A)

  4. O sonho de Lucas (8º ano B)

  5. Bullying na escola (9º ano A)

  6. Você pode mudar (9º ano B)

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.