mat?ria em audio

Associa??o Ambiental Casamundo Grupo trabalha a educa??o ambiental e cidadania junto a comunidade carente e catadores de lixo de Juiz de Fora

Rita Couto
*Colabora??o
05/09/2005

Casamundo A Associa??o Ambiental Casamundo surgiu em dezembro de 2004 com o objetivo de ensinar a educa??o ambiental e garantir a defesa da cidadania junto ?s comunidades carentes e grupos exclu?dos.

A iniciativa partiu da agente de sa?de Dulcin?ia Aparecida Salustiano, que percebeu as necessidades do bairro Milho Branco, principalmente dos moradores de uma ocupa??o, e decidiu reunir esfor?os com um grupo de pessoas para ajudar a comunidade.

A din?mica e as a?es

Atrav?s de reuni?es semanais com representantes das Sociedades Pr?-Melhoramentos (SPM) e moradores, s?o apontadas as necessidades do bairro, como falta de ?gua encanada e cal?amento nas ruas, e as reivindica?es s?o levadas aos setores respons?veis na Prefeitura. Segundo a presidente da associa??o, Rosane Villanova Borges, alguns dos pedidos, como fornecimento de energia el?trica, j? foram atendidos.

A educa??o ambiental e a reciclagem s?o tamb?m um dos focos da Casamundo. J? foram realizadas tr?s a?es comunit?rias para limpeza e melhoria das ruas da comunidade, que orientaram os moradores sobre o recolhimento do lixo e seu condicionamento.

muro pintado pelos moradores "O caminh?o de lixo s? chega at? uma determinada rua e os moradores colocavam o lixo ali de qualquer jeito e dias antes do recolhimento. Ent?o os cachorros rasgavam os sacos e espalhavam tudo. Para solucionar esse problema, fizemos um mutir?o de limpeza e de orienta??o, em que os moradores limparam a rua e pintaram o muro", conta J?lio Cesar Correa de Melo, coordenador de projetos da associa??o.

Novos projetos

Grande parte dos moradores da ocupa??o no Milho Branco, segundo Rosane, vive da cata??o do lixo, geralmente domiciliar, que gera pouca renda. Por isso, a Casamundo assessora a cria??o da CataNorte, cooperativa dos catadores de res?duos da regi?o Norte e Noroeste de Juiz de Fora.

Doe seu lixo "A cooperativa est? se estruturando ainda, mas j? tem 20 catadores associados", diz Rosane.

Al?m disso, a ONG trouxe para a cidade a campanha Doe seu lixo. Esse projeto tem por objetivo pedir ?s empresas da cidade que entreguem os res?duos reciclav?is diretamente aos catadores e auxiliem na estrutura da cooperativa, doando equipamentos de seguran?a, uniformes, balan?a, prensa, entre outros instrumentos.

Mas n?o ? apenas na parte material que a Casamundo oferece apoio aos catadores. A associa??o procura trabalhar tamb?m a representa??o social, ou seja, a auto-estima de cada reciclador e a forma como a sociedade os v?.

"Tem muita gente que acha que os catadores s?o mendigos, ladr?es, mas isso n?o ? verdade. Por isso achamos importante trabalhar isso junto aos recicladores, de forma que eles n?o se sintam rejeitados e menores", explica J?lio.

A Casamundo conta com volunt?rios nas ?reas de engenharia, filosofia e teologia, direito, psicologia, geografia e medicina e est? precisando de aux?lio de assistentes sociais.

Como ajudar?

Se quiser tornar um volunt?rio do projeto escreva para voluntario@casamundo.org.br e relate seu interesse em se associar ? Casamundo. Mais informa?es: www.casamundo.org.br.

*Rita Couto ? estudante do quarto per?odo de Comunica??o Social da UFJF