• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos
    Quinta-feira, 3 de abril de 2014, atualizada às 07h56

    Comissão investigará atos de violação aos direitos humanos em Juiz de Fora

    Comissão da Verdade

    Em cerimônia realizada no auditório do Hotel Green Hill, o prefeito Bruno Siqueira assinou, na tarde da última quarta-feira, 2 de abril, o decreto de instalação da Comissão Municipal da Verdade.

    No mesmo ato foram designados os membros que compõem a comissão, formada por representantes da sociedade civil e dos poderes Executivo e Legislativo. São eles: o secretário de Desenvolvimento Social da PJF, Flávio Cheker, como representante da prefeitura; o vereador Roberto Cupolillo, representando a Câmara Municipal de Juiz de Fora; a advogada Cristina Maria Couto Guerra, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); o historiador Antônio Henrique Duarte Lacerda; os jornalistas Wilson Cid e Fernanda Nalon Sanglard; e a professora Helena da Motta Salles.

    A comissão pretende investigar e esclarecer todos os casos de graves violações de direitos humanos ocorridos no município, trazendo à tona todas as circunstâncias de torturas, mortes, desaparecimentos forçados, ocultação de cadáveres e suas autorias. A representação também promoverá, com base nos informes obtidos, a reconstrução da história, além de colaborar para que seja prestada assistência às vítimas de tais violações.

    De acordo com o decreto, a Comissão Municipal da verdade terá prazo de 180 (cento e oitenta) dias, a partir de sua instalação, para a conclusão dos trabalhos, podendo ser prorrogado por igual período, mediante a deliberação dos seus membros.

    Primeiro encontro

    De acordo com o jornalista Wilson Cid,  um encontro preliminar está marcado para esta sexta-feira, 4 de abril, à tarde, na sede da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), para que seja organizado o trabalho. Serão eleitos o presidente e a relatoria. A criação da comissão vem da Lei Municipal nº 12.643, aprovada em 6 de agosto de 2012, de autoria da Comissão de Direitos Humanos da Câmara - na época constituída pelos então vereadores Flávio Cheker, Francisco Canalli e Rodrigo Mattos.

    Com informações da Prefeitura de Juiz de Fora

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.