SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dos empresários que estarão com Lula na viagem à Argentina, Rubens Ometto, presidente do conselho de administração da Cosan, afirma que vai acompanhar o presidente porque o país vizinho reúne grandes investimentos da Raízen, empresa do grupo, em refinaria de petróleo e distribuição de combustível. Na semana passada, Ometto já se encontrou com Lula no Palácio do Planalto, na terça-feira (17).

Sobre a moeda comum para os países do Mercosul, tema que deve ganhar força com a viagem de Lula à cúpula da Celac (Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos) nesta semana, Ometto diz que não está acompanhando. "Estou querendo ver como é que vai isso. Acho que é uma equação difícil, mas não sei de nada", afirma o empresário.

Depois das invasões a Brasília no dia 8 de janeiro, que assustaram o empresariado atento à percepção de risco no país, Ometto tem usado a expressão "saudações democráticas" ao se despedir de alguns interlocutores.