Terça-feira, 14 de abril de 2015, atualizada às 17h59

Sinpro e PJF terão nova reunião para apresentar propostas

greve

A reunião desta terça-feira, 14 de abril, entre Sindicato dos Professores Municipais (Sinpro-JF) e Prefeitura de Juiz de Fora terminou com apresentação de novas propostas por ambas as partes. Mas, como os representantes não conseguiram entrar em acordo durante encontro, será agendada nova data para fim das discussões.

O sindicato fará na quarta-feira, 15, às 14h, no Ritz Hotel, nova assembleia com os professores. O sindicato realizou piquetes de diálogo na porta das escolas para convocar educadores que ainda não aderiram ao movimento. Conforme a Secretaria de Educação, cerca de 30% dos professores retornaram às salas de aula, desde a semana passada, já o Sinpro-JF afirma que a adesão mantém em 82% do total de professores municipais. Conforme assessoria do Sinpro-JF, os piquetes continuarão, mas sem locais pré determinados, afim mobilizar e ampliar a greve, até que se cumpra a Lei do Piso e o artigo 9° seja revogado.

Além da retirada do artigo 9, o sindicato pede o reajuste 13,01% concedido pelo Ministério da Educação (MEC) à todas as categorias. Mas, que segundo o Executivo, seria inviável, pois significaria um gasto anual superior a R$ 30 milhões, o que levaria o município a descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal.

A secretária de Administração e Recursos Humanos, Andréia Goreske, informou que a reunião teve apresentação de mais um exercício por parte da Prefeitura, visando o fim do impasse. "Por ser complexo, não pôde ser concluído neste encontro, e voltará a ser discutido na próxima reunião com os representantes da categoria, a fim de que se torne uma proposta. Além disso, a administração também aguarda por parte do sindicato que sejam apresentados exercícios com o mesmo objetivo", avaliou.  Uma nova reunião será agendada para os próximos dias.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.