• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Segunda-feira, 4 de abril de 2016, atualizada às 12h14

    Mais de 20 mil estudantes são recebidos com música no início das aulas na UFJF

    foto

    Cerca de 2.500 calouros e outros 18 mil veteranos são recepcionados nesta segunda-feira, 4 de abril, primeiro dia letivo de 2016 da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com apresentações musicais. Uma das atrações é o Trio Brasilidades, que acolherá os alunos com temas instrumentais da música brasileira, além de composições autorais como o choro "Encapetado". A apresentação será no ponto de ônibus em frente à Faculdade de Letras. Também recepcionará os estudantes a banda de rock, post-grunge e punk Coroña, com apresentação no ponto de ônibus em frente à faculdade do Direito. Ambos se apresentarão das 7h30 às 8h30 e das 18h30 às 19h30.

    Muitos dos integrantes das bandas convidadas são alunos da UFJF. Para Márcio Guelber, do Trio Brasilidades, tocar para os colegas na universidade será uma ótima experiência. "É a oportunidade de expandir o trabalho desenvolvido no curso e encher o campus de música." Para ele, o formato informal do evento ajudará a estabelecer contato com novos estudantes. Jordan Pereira, da Coroña está preparando músicas de autoria da banda e clássicos do rock para as apresentações. "Estamos felizes com a oportunidade, pela nossa ligação com a UFJF e também porque nosso público é universitário e, assim, podemos estar ainda mais próximos deles".

    As aulas do primeiro semestre seguem em Juiz de Fora até 5 de agosto. O campus de Governador Valadares cumpre calendário diferente, e os alunos ainda estão tendo atividades referentes ao segundo semestre de 2015. No campus avançado, as aulas do primeiro período de 2016 só começam no dia 16 de maio, com término em meados de setembro. Para tirar dúvidas nos primeiros dias de aula, os calouros podem um guia rápido que está disponível no Portal do Estudante.

    Bandas

    O Trio Brasilidades é formado por Nara Pinheiro (voz e flautas); Márcio Guelber (violão e acordeon); e Daniel Manga (percussão) – surgiu a partir da vivência e de pesquisa sobre a música brasileira. Já o Coroña é formado por Jordan Pereira (vocal e guitarra); Ramon Montorse (baixo) e Leonel Prestes (bateria), o grupo tem influências de artistas como Jimi Hendrix, Rage Against The Machine e Nirvana.

    Trote

    Neste início de aulas, a UFJF reitera a proibição do trote e de todas as formas de coação, ofensa, exposição e agressão aos calouros dentro dos limites do campus. Ninguém pode ser obrigado e nem deve participar de atividades relacionadas a trotes desta natureza. De acordo com o Regimento Geral da UFJF, os discentes responsáveis por práticas abusivas dentro da Instituição estão sujeitos a sanções disciplinares, como advertência, suspensão e até mesmo o desligamento da Universidade.

    Aqueles que se sentirem coagidos, agredidos ou lesados podem denunciar o fato à Central de Atendimento e à Ouvidoria da UFJF, que funcionam no prédio da Reitoria, no campus Juiz de Fora. As denúncias podem ser feitas pelos estudantes ou pelos seus familiares. As queixas são mantidas no anonimato.

    A proibição do trote também encontra respaldo na legislação. Em Juiz de Fora, a Lei Municipal Nº 13.028 dispõe sobre a vedação da realização da prática em vias e logradouros públicos da cidade e prevê multa aos responsáveis pelo trote e ao respectivo diretório acadêmico. Já o artigo 146 do Código Penal Brasileiro considera crime a prática de constrangimento obrigatório, com pena de detenção de três meses a um ano, ou multa.


    Com informações da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.