Juiz de Fora - MG

Alto índice de abstenções no 2º turno em Juiz de Fora O número de pessoas que não votaram chegou a 60.684. Anularam o voto
15.404 eleitores e 6.067 votaram em branco



Daniele Gruppi
Repórter
27/10/2008

O número de abstenções no segundo turno das eleições municipais, que elegeu Custódio Mattos como prefeito de Juiz de Fora nas eleições de 2008, chegou a 60.684. Anularam o voto 15.404 eleitores e 6.067 votaram em branco. No primeiro turno, foram 54.645 abstenções, 20.524 votos nulos e 11.140 em branco.

Segundo o professor de geopolítica Danilo Marcos Teixeira, cerca de 30% das abstenções corresponde aos eleitores que se mudaram de Juiz de Fora e não transferiram o título. Teixeira afirma que o número de pessoas que não vão votar aumentou desde que a data da votação do segundo turno foi alterada. "Antes era no feriado de 15 de novembro e era possível viajar para votar."

Para o professor, falta motivação nos eleitores para opinar politicamente. O chefe do cartório do Foro Eleitoral (154ª Zona Eleitoral), André Luiz Faria Carvalho, lembrou que o Dia do Servidor Público, comemorado na terça-feira, dia 28 de outubro, junto com o ponto facultativo concedido em algumas repartições públicas nesta segunda, 27, pode ter estimulado uma boa parte de eleitores, funcionários públicos, a viajarem no final de semana. Assim, como aconteceu em Juiz de Fora, Rio de Janeiro e Maranhão também tiveram índice alto de abstenção.

O especialista afirma que quem quer protestar vota branco ou nulo. "O número de votos nulos foi maior que o colégio eleitoral de muitos municípios da Zona da Mata Mineira", observa. A soma das abstenções, dos votos nulos e dos brancos demonstra que mais de 80 mil eleitores não se manifestaram. "Este número pode confirmar o resultado de uma eleição ou ainda mudá-lo", analista Teixeira.

Tabela com número de votos brancos e nulos
Disputa voto a voto

O candidato do PSDB, Custódio Mattos, venceu o segundo turno das eleições em Juiz de Fora com 10.418 votos de frente da candidata petista Margarida Salomão. O tucano assume a Prefeitura de Juiz de Fora no dia 1º de janeiro, com 148.137 votos (51,82%) contra 137.719 (48,18%) da petista.

Mattos foi prefeito em 1993. Antes de assumir, já tinha concorrido ao cargo máximo do Executivo e também ao de deputado estadual, sem êxito. Em 1998, foi eleito para seu primeiro mandato como deputado federal, sendo reeleito por mais duas vezes. Em 2004, disputou as eleições para prefeito, mas perdeu para Carlos Alberto Bejani, por 3.620 votos.

Nessas eleições, Mattos obteve mais votos em todas as seções eleitorais, com exceção da 154º, em que o tucano alcançou 23.730 contra 24.616 de Margarida. Para Teixeira, o resultado na seção 349º foi uma surpresa. Mattos alcançou 31.679, contra 28.073 da petista. "O PT é forte na região sul", analisa.

Tabela com número de votos brancos e nulos

A zona 152ª abrange os seguintes bairros: Borboleta, Centro, Cidade Universitária, Dom Bosco, Marilândia, Morro da Glória, Paineiras, Santa Catarina, Santa Helena, Santos Dumont, São Mateus , São Pedro (veja os mapas).

Tabela com número de votos brancos e nulos

A zona 153ª abrange os seguintes bairros: Benfica, Barbosa Lage, Benfica, Carlos Chagas, Cerâmica, Cidade do Sol, Francisco Bernardino, Fábrica, Igrejinha, Industrial, Joquei Clube, Mariano Procópio, Milho Branco, Monte Castelo, Nova Era, Penido, Ponte Preta, Rosário de Minas, Santa Cruz, São Judas Tadeu, Toledos, Valadares, Vila Esperança (veja os mapas).

Tabela com número de votos brancos e nulos

A zona 154ª abrange: Bairu, Bandeirantes, Barreira Triunfo, Bonfim, Centenário, Chapeu D'uvas, Dias Tavares, Eldorado, Filgueiras, Grama, Granjas Bethânia, Manoel Honório, Marumbi, Náutico, Parque Guarani, Parque Independência, Paula Lima, Progresso, Remonta, Santa Terezinha, Vila Montanhesa (veja os mapas).

Tabela com número de votos brancos e nulos

A zona 315ª corresponde aos bairros: Bonfim, Costa Carvalho, Floresta, Grajaú, Juscelino Kubtschek, Linhares, Lourdes, Manoel Honório, Nossa Senhora Aparecida, Povoado de Caete, Retiro, Santa Cândida, Santa Rita, Santo Antônio, Sao Benedito, São Bernardo, Sarandira, São Benedito, Vitorino Braga (veja os mapas).

Tabela com número de votos brancos e nulos

Bela Aurora, Bom Pastor, Cascatinha, Centro, Cruzeiro do Sul, Furtado Menezes, Humaitá, Ipiranga, Monte Verde, Mundo Novo, Passos, Pirapetinga, Poço Rico, Sagrado Coração de Jesus, Santa Efigênia, Santa Luzia, São Geraldo, Teixeiras, Torreões, Vila Ideal, Vila Olavo Costa, Vila Ozanan (veja os mapas).

Análise das campanhas

Tabela com número de votos brancos e nulos Para Teixeira, as eleições municipais de 2008 tiveram três marcos: o fim da dicotomia esquerda e direita, a confirmação de que a televisão e a internet são decisivas numa eleição e que os tabus persistem na cidade.

O especialista explica que os juizforanos não identificam mais o candidato de esquerda e o de direita. "As bandeiras de luta se confundem." Ele comenta também que os eleitores formadores de opinião acompanharam as campanhas pela web, enquanto a televisão alcançou a massa. "Comício já não tem mais tanto valor de voto numa eleição."

O professor diz acreditar que os tabus quanto à religião, ao sexo e à raça ainda persistem. "A questão da mulher na política ainda não é bem aceita. Na Câmara Municipal, apenas uma candidata a vereadora conseguiu se eleger.".

Teixeira diz que a campanha da Margarida teve como positivo o fato de ter uma expressiva adesão espontânea dos eleitores, principalmente, de professores e sindicalistas. Ele acredita que faltou preparo para os últimos dias para conter o avanço do adversário. "O apoio de líderes nacionais chegou tarde."

Segundo o especialista, o marketing do Custódio foi mais elaborado. "No segundo turno, a campanha do tucano mudou. Até as cores do nome foram alteradas. A figura do candidato se tornou mais simpática", analisa.

Ele ressalta ainda que dois pontos negativos de Custódio não apareceram, devido ao trabalho dos marqueteiros. "No segundo turno não se falava sobre o fato do Custódio ter sido prefeito, pois numa campanha que propõe mudança é uma contradição. Outro ponto desfavorável era o apoio dos vereadores ligado ao Bejani. Custódio tinha ao seu lado 14 dos 19 parlamentares eleitos, sendo que pode-se afirmar que seis estavam ligados ao ex-prefeito."

Para o professor, o PT em Juiz de Fora teve uma derrota eleitoral, mas uma vitória política. "Criou-se uma liderança, que não havia, e a legenda nunca tinha conseguido mais de 20 mil votos numa eleição para o candidatos à Prefeitura."

Eleições 2010

Teixeira declara que o apoio do governador Aécio Neves, que esteve duas vezes na cidade durante o período eleitoral, ao Custódio Mattos passou a mensagem de que nenhum candidato à Presidência vai se eleger sem que Minas opine. O estado é o quarto colégio eleitoral. "A eleição de Custódio, em Juiz de Fora, e Lacerda, em Belo Horizonte, fortaleceu a legenda e vai influenciar o resultado das próximas eleições." Ele diz acreditar, entretanto, que Neves não deverá ser candidato em 2010. " Neves é o pretenso candidato, mas a vaga é de Serra."

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.