SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os sete gols da Espanha na goleada aplicada sobre a Costa Rica, pela primeira rodada do Grupo E, ajudaram a equipe a ultrapassar os cem marcados em Copas do Mundo. O feito dos espanhóis, no entanto, acontece cerca de 52 anos após Pelé ter feito o centésimo tento do Brasil em Mundiais na final de 1970.

A seleção espanhola chegou no Qatar com 99 gols somados em todas as suas participações no torneio. Ao inaugurar o placar nesta quinta-feira (23), diante da Costa Rica, Dani Olmo marcou o tento de número cem da Espanha em Copas. Com o resultado final, a Espanha agora possui 106 gols no Mundial e se tornou o sexto país a conseguir tal escrita.

A equipe comandada pelo técnico Luis Enrique se juntou a Brasil (229), Alemanha (227), Argentina (138), Itália (128) e França (124) nessa lista.

O escrete canarinho, além de ter pouco mais de uma centena de gols que a Espanha, atingiu tal marca meio século atrás. E com Pelé sendo o responsável. Único país pentacampeão do mundo e que participou de todas as edições do Mundial, o Brasil chegou para a Copa de 1970 com 84 gols marcados.

Na edição do tricampeonato, o Brasil avançou para a final com 15 tentos feitos. O gol de número 100, que saiu contra a Itália, veio pelos pés de Pelé. A seleção brasileira venceu os italianos por 4 a 1 e conquistou a Jules Rimet pela terceira vez, balançando as redes adversárias 19 vezes naquele Mundial.

A vitória sobre a Costa Rica foi a maior goleada da Espanha em uma Copa do Mundo e foi o resultado mais elástico desde a derrota da seleção brasileira para a Alemanha por 7 a 1, em 2014.

Com o resultado, a seleção espanhola assumiu a liderança da chave E da Copa do Qatar. A equipe europeia leva a melhor diante do Japão, que surpreendeu e venceu a Alemanha, pelo saldo de gols.

A seleção brasileira, por sua vez, estreia no Qatar nesta quinta-feira (24), às 16h (de Brasília), diante da Sérvia. No Grupo G, o Brasil também vai enfrentar Suíça e Camarões na fase de grupos.