SÃO PAULO, SP (UOL - FOLHAPRESS) - A seleção brasileira estreia nesta quinta-feira (24) na Copa do Mundo do Qatar, às 16h (de Brasília), contra a Sérvia. A partida acontece no estádio Lusail, que fica a mais ou menos 20 km de distância do hotel Westin, onde a delegação está hospedada em Doha. A saída da concentração está marcada para 13h45.

Antes da partida para o estádio, Tite reúne os 26 convocados e comissão técnica para a preleção, que é uma palestra comandada pelo técnico com apoio de material audiovisual para instruções finais ao elenco sobre o jogo. Esse encontro não dura mais do que 40 minutos, o que é uma novidade no comportamento do treinador da seleção.

Antigamente, Tite gostava de se alongar nesse papo com os jogadores. Mostrava muitos detalhes, fazia discursos fortes e longos e exibia material à exaustão. Com o tempo, o técnico notou que os jogadores ficavam cansados de estar sentados por uma hora ou mais e perdiam a atenção ao longo da preleção. Daí a decisão de diminuir o tempo reunido e distribuir as informações ao longo do tempo anterior à partida.

Um dos conteúdos a que os jogadores têm acesso antes dos jogos é gerado por uma reunião entre todos os membros da comissão técnica, que acontece entre a noite e a madrugada anteriores. No quarto de hotel de algum membro do estafe, todos se reúnem. Tite vai só no comecinho, diz algumas instruções ou recomendações e vai embora para o seu quarto.

Depois, madrugada a dentro, o trabalho fica nas mãos dos auxiliares Cleber Xavier, César Sampaio e Matheus Bachi e dos analistas de desempenho Bruno Baquete, Thomaz Araújo, Raony Thadeu e Lucas de Oliveira. Eles observam detalhes finais sobre os adversários e sobre o próprio time e distribuem conteúdo para o WhatsApp de cada jogador que precisa se atentar a um detalhe do jogo. Por exemplo: os zagueiros recebem vídeos curtos e editados sobre movimentações dos atacantes, um último lembrete do que foi trabalhado nos treinos da semana.

Já os jogadores ficam recolhidos em seus quartos durante todo esse tempo, só saem para refeições (que têm horário pré-marcado), preleção e saída. Um dos passatempos favoritos é o jogo Call of Duty, especialmente Modern Warfare II e Warzone 2.0, os dois games mais recentes da franquia.

Na volta da estreia na Copa do Mundo, haverá um jantar com a presença de familiares e convidados dos jogadores em um salão do hotel Westin.