SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Corinthians e Matheus Pereira quase tiveram um final feliz, mas o meia-atacante será emprestado ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes, por quatro meses. O jogador estava empolgado com o projeto, mas acabou não sendo liberado. Ele já foi anunciado pelo novo clube, conforme antecipado pelo UOL.

Matheus pertence ao Al-Hilal, da Arábia Saudita. O contrato é válido até junho de 2026.

Entre o jogador e o Corinthians estava tudo acertado. Ele se empolgou com o que o clube mostrou.

A ida para o Al-Wahda, dos Emirados Árabes, foi uma condição da diretoria do Al-Hilal quase contra a vontade de Matheus. O estafe do jogador entende que, indo agora, ele terá mais condições de negociar a saída em definitivo no meio do ano.

O Corinthians aguardava apenas um sim do time da Arábia Saudita e estava otimista em contar com o atleta.

O clube paulista foi quem chegou mais perto da contratação do jogador, apesar de várias sondagens de outros brasileiros. Já há um acerto para que o atleta defenda a equipe de Abu Dhabi.

Nos bastidores se dizia que o Corinthians esqueceria Philippe Coutinho se conseguisse fechar com Matheus. Era um ou outro.

Na cúpula, a maioria até tinha uma preferência pelo jogador do Al-Hilal por ser mais jovem e mais intenso em campo.

Matheus Pereira tem perdido prestígio com o técnico Ramón Díaz e ficou somente no banco de reservas nos dois últimos compromissos no fim do ano passado. Mesmo vivendo uma crise financeira, o Al-Hilal não quer liberar facilmente um jogador que teve alto investimento. Por isso, dificultou as tratativas.