Lucas Soares Lucas Soares 27/05/2013

Adeus de Neymar no começo do Brasileirão

neymar

Chegou ao fim uma das mais arrastadas novelas do futebol brasileiro. Neymar, o astro do Santos e da Seleção Brasileira, enfim aceitou uma das propostas do futebol europeu e vai defender o Barcelona na temporada 2013-2014. O jovem jogador, de apenas 21 anos, foi vendido por cerca de 28 milhões de euros (R$ 74,6 milhões), valor considerado baixo por muitos, mas fundamental ao Santos, que corria o risco de perdê-lo de graça no fim do contrato, após a Copa do Mundo.

Neymar vai na hora certa. Se dizia cansado de levar vaias por onde passava. Afinal, o torcedor brasileiro que não o quis em terras tupiniquins. Ontem (27) mesmo, em sua despedida perante ao meu Flamengo, Neymar foi vaiado a todo momento que tocava na bola pela torcida rubro-negra. Talvez por pura inveja que nós rubro-negros, ou qualquer outra torcida, que não tivemos recentemente um xodó como foi Neymar para o Santos. Um jogador que decidiu sempre que precisou. Ganhou três campeonatos estaduais, foi o líder de uma equipe campeã da Copa Libertadores com apenas 19 anos, fora o título da Recopa Sulamericana e o da Copa do Brasil, que brilhou em ambas.

Neymar, esse mesmo. Aquele do moicano “ridículo”, que engravidou uma garota de 17 anos e fez questão de ir à imprensa informar que seria pai, mas que iria proteger a identidade da jovem por ela ser menor. Tudo isso, com apenas 19 anos. Foi homem de assumir o compromisso que honrou. Aliás, honrou e muito também o país que o projetou ao futebol. Soube valorizar nosso futebol, mostrou ao mundo a beleza de seus gols (um deles, inclusive, eleito o mais bonito do ano em 2011), fez os dois maiores times do mundo enviarem representantes que o seguissem dia-a-dia, para convencê-lo de ir jogar na Espanha.

Mas Neymar, que foi até tema do meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) também errou. E quando se envolveu em confusão com Dorival Júnior, o próprio treinador em 2010, sendo chamado até de “monstro” por Renê Simões, um técnico adversário, soube reconhecer que estava errado. Soube pedir desculpas, abaixar a cabeça.

A grande questão que nos fica é que, enfim, Neymar pode ser reconhecido pelo brasileiro em geral, não só pelo torcedor santista. Lá fora, no todo-poderoso Barcelona, tão adorado por nós, se fizer o que faz pelo Santos, vai cair nas nossas graças e finalmente ter o respeito que merece. Até entendo o lado do torcedor geral. Neymar nunca repetiu pela Seleção Brasileira o que fez pelo Santos. Messi, quatro vezes seguidas o melhor do mundo, demorou à se adaptar à Seleção Argentina e poucos brasileiros se queixavam disso. Afinal, queremos mais é que a Argentina perca sempre. Portanto, é normal querermos que o craque da geração 2014 brilhe logo pela amarelinha.

Sendo assim, boa sorte, garoto! Continue com a cabeça no lugar, honrando seu país e jogando com alegria. Mostre ao mundo que o Brasil continua produzindo bons jogadores e torcemos para que, finalmente, alguém tenha potencial para desbancar o Messi como melhor do mundo. Estou com você, Neymar!

Brasileirão

Uma passada rápida pelo campeonato que começou no final de semana. No sábado, 25 de maio, o Vasco derrotou a Portuguesa por 1 a 0 e largou na frente após os empates do Vitória com o Internacional em 2 a 2 e do Corinthians com o Botafogo por 1 a 1. Ontem, meu Flamengo desperdiçou muitas chances e ficou no 0 a 0 com o Santos no jogo do Mané Garrincha, em Brasília – por sinal, lindíssimo o estádio! O São Paulo visitou à Ponte Preta, que vai enfrentar o Flamengo em Juiz de Fora na quarta, 29, e venceu por 2 a 0. O Grêmio venceu o Náutico em casa pelo mesmo placar. O Bahia visitou o Criciúma e foi derrotado por 3 a 1. Fechando a rodada, o Cruzeiro goleou o Goiás por 5 a 0 no Independência e é o líder do campeonato. O atual campeão, Fluminense, venceu o Atlético-PR por 2 a 1, mesmo placar que o Coritiba venceu o Atlético-MG.


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Diretor de Mídias Sociais da Agência Ethos e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

-
Lucas Soares Lucas Soares 27/05/2013

Adeus de Neymar no começo do Brasileirão

neymar

Chegou ao fim uma das mais arrastadas novelas do futebol brasileiro. Neymar, o astro do Santos e da Seleção Brasileira, enfim aceitou uma das propostas do futebol europeu e vai defender o Barcelona na temporada 2013-2014. O jovem jogador, de apenas 21 anos, foi vendido por cerca de 28 milhões de euros (R$ 74,6 milhões), valor considerado baixo por muitos, mas fundamental ao Santos, que corria o risco de perdê-lo de graça no fim do contrato, após a Copa do Mundo.

Neymar vai na hora certa. Se dizia cansado de levar vaias por onde passava. Afinal, o torcedor brasileiro que não o quis em terras tupiniquins. Ontem (27) mesmo, em sua despedida perante ao meu Flamengo, Neymar foi vaiado a todo momento que tocava na bola pela torcida rubro-negra. Talvez por pura inveja que nós rubro-negros, ou qualquer outra torcida, que não tivemos recentemente um xodó como foi Neymar para o Santos. Um jogador que decidiu sempre que precisou. Ganhou três campeonatos estaduais, foi o líder de uma equipe campeã da Copa Libertadores com apenas 19 anos, fora o título da Recopa Sulamericana e o da Copa do Brasil, que brilhou em ambas.

Neymar, esse mesmo. Aquele do moicano “ridículo”, que engravidou uma garota de 17 anos e fez questão de ir à imprensa informar que seria pai, mas que iria proteger a identidade da jovem por ela ser menor. Tudo isso, com apenas 19 anos. Foi homem de assumir o compromisso que honrou. Aliás, honrou e muito também o país que o projetou ao futebol. Soube valorizar nosso futebol, mostrou ao mundo a beleza de seus gols (um deles, inclusive, eleito o mais bonito do ano em 2011), fez os dois maiores times do mundo enviarem representantes que o seguissem dia-a-dia, para convencê-lo de ir jogar na Espanha.

Mas Neymar, que foi até tema do meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) também errou. E quando se envolveu em confusão com Dorival Júnior, o próprio treinador em 2010, sendo chamado até de “monstro” por Renê Simões, um técnico adversário, soube reconhecer que estava errado. Soube pedir desculpas, abaixar a cabeça.

A grande questão que nos fica é que, enfim, Neymar pode ser reconhecido pelo brasileiro em geral, não só pelo torcedor santista. Lá fora, no todo-poderoso Barcelona, tão adorado por nós, se fizer o que faz pelo Santos, vai cair nas nossas graças e finalmente ter o respeito que merece. Até entendo o lado do torcedor geral. Neymar nunca repetiu pela Seleção Brasileira o que fez pelo Santos. Messi, quatro vezes seguidas o melhor do mundo, demorou à se adaptar à Seleção Argentina e poucos brasileiros se queixavam disso. Afinal, queremos mais é que a Argentina perca sempre. Portanto, é normal querermos que o craque da geração 2014 brilhe logo pela amarelinha.

Sendo assim, boa sorte, garoto! Continue com a cabeça no lugar, honrando seu país e jogando com alegria. Mostre ao mundo que o Brasil continua produzindo bons jogadores e torcemos para que, finalmente, alguém tenha potencial para desbancar o Messi como melhor do mundo. Estou com você, Neymar!

Brasileirão

Uma passada rápida pelo campeonato que começou no final de semana. No sábado, 25 de maio, o Vasco derrotou a Portuguesa por 1 a 0 e largou na frente após os empates do Vitória com o Internacional em 2 a 2 e do Corinthians com o Botafogo por 1 a 1. Ontem, meu Flamengo desperdiçou muitas chances e ficou no 0 a 0 com o Santos no jogo do Mané Garrincha, em Brasília – por sinal, lindíssimo o estádio! O São Paulo visitou à Ponte Preta, que vai enfrentar o Flamengo em Juiz de Fora na quarta, 29, e venceu por 2 a 0. O Grêmio venceu o Náutico em casa pelo mesmo placar. O Bahia visitou o Criciúma e foi derrotado por 3 a 1. Fechando a rodada, o Cruzeiro goleou o Goiás por 5 a 0 no Independência e é o líder do campeonato. O atual campeão, Fluminense, venceu o Atlético-PR por 2 a 1, mesmo placar que o Coritiba venceu o Atlético-MG.


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Diretor de Mídias Sociais da Agência Ethos e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

Lucas Soares Lucas Soares 27/05/2013

Adeus de Neymar no começo do Brasileirão

neymar

Chegou ao fim uma das mais arrastadas novelas do futebol brasileiro. Neymar, o astro do Santos e da Seleção Brasileira, enfim aceitou uma das propostas do futebol europeu e vai defender o Barcelona na temporada 2013-2014. O jovem jogador, de apenas 21 anos, foi vendido por cerca de 28 milhões de euros (R$ 74,6 milhões), valor considerado baixo por muitos, mas fundamental ao Santos, que corria o risco de perdê-lo de graça no fim do contrato, após a Copa do Mundo.

Neymar vai na hora certa. Se dizia cansado de levar vaias por onde passava. Afinal, o torcedor brasileiro que não o quis em terras tupiniquins. Ontem (27) mesmo, em sua despedida perante ao meu Flamengo, Neymar foi vaiado a todo momento que tocava na bola pela torcida rubro-negra. Talvez por pura inveja que nós rubro-negros, ou qualquer outra torcida, que não tivemos recentemente um xodó como foi Neymar para o Santos. Um jogador que decidiu sempre que precisou. Ganhou três campeonatos estaduais, foi o líder de uma equipe campeã da Copa Libertadores com apenas 19 anos, fora o título da Recopa Sulamericana e o da Copa do Brasil, que brilhou em ambas.

Neymar, esse mesmo. Aquele do moicano “ridículo”, que engravidou uma garota de 17 anos e fez questão de ir à imprensa informar que seria pai, mas que iria proteger a identidade da jovem por ela ser menor. Tudo isso, com apenas 19 anos. Foi homem de assumir o compromisso que honrou. Aliás, honrou e muito também o país que o projetou ao futebol. Soube valorizar nosso futebol, mostrou ao mundo a beleza de seus gols (um deles, inclusive, eleito o mais bonito do ano em 2011), fez os dois maiores times do mundo enviarem representantes que o seguissem dia-a-dia, para convencê-lo de ir jogar na Espanha.

Mas Neymar, que foi até tema do meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) também errou. E quando se envolveu em confusão com Dorival Júnior, o próprio treinador em 2010, sendo chamado até de “monstro” por Renê Simões, um técnico adversário, soube reconhecer que estava errado. Soube pedir desculpas, abaixar a cabeça.

A grande questão que nos fica é que, enfim, Neymar pode ser reconhecido pelo brasileiro em geral, não só pelo torcedor santista. Lá fora, no todo-poderoso Barcelona, tão adorado por nós, se fizer o que faz pelo Santos, vai cair nas nossas graças e finalmente ter o respeito que merece. Até entendo o lado do torcedor geral. Neymar nunca repetiu pela Seleção Brasileira o que fez pelo Santos. Messi, quatro vezes seguidas o melhor do mundo, demorou à se adaptar à Seleção Argentina e poucos brasileiros se queixavam disso. Afinal, queremos mais é que a Argentina perca sempre. Portanto, é normal querermos que o craque da geração 2014 brilhe logo pela amarelinha.

Sendo assim, boa sorte, garoto! Continue com a cabeça no lugar, honrando seu país e jogando com alegria. Mostre ao mundo que o Brasil continua produzindo bons jogadores e torcemos para que, finalmente, alguém tenha potencial para desbancar o Messi como melhor do mundo. Estou com você, Neymar!

Brasileirão

Uma passada rápida pelo campeonato que começou no final de semana. No sábado, 25 de maio, o Vasco derrotou a Portuguesa por 1 a 0 e largou na frente após os empates do Vitória com o Internacional em 2 a 2 e do Corinthians com o Botafogo por 1 a 1. Ontem, meu Flamengo desperdiçou muitas chances e ficou no 0 a 0 com o Santos no jogo do Mané Garrincha, em Brasília – por sinal, lindíssimo o estádio! O São Paulo visitou à Ponte Preta, que vai enfrentar o Flamengo em Juiz de Fora na quarta, 29, e venceu por 2 a 0. O Grêmio venceu o Náutico em casa pelo mesmo placar. O Bahia visitou o Criciúma e foi derrotado por 3 a 1. Fechando a rodada, o Cruzeiro goleou o Goiás por 5 a 0 no Independência e é o líder do campeonato. O atual campeão, Fluminense, venceu o Atlético-PR por 2 a 1, mesmo placar que o Coritiba venceu o Atlético-MG.


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Diretor de Mídias Sociais da Agência Ethos e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.