Clube de Criação Publicitários unem-se para impulsionar o mercado

Ludmila Gusman
15/02/2002
Sérgio Bara, presidente do Clube de Criação Os publicitários de Juiz de Fora estão mais integrados do que nunca. Com o Clube de Criação, a categoria pretende impulsionar o mercado e, o que é melhor, unir forças para trazer mais desenvolvimento para a cidade.

O presidente da associação, publicitário e jornalista Sérgio Bara (foto) diz que o principal objetivo é colocar Juiz de Fora no mapa criativo do Brasil. Segundo ele, é preciso investir na profissionalização do mercado e apostar mais nesta área estratégica. “Com a união entre os publicitários fica mais fácil. Juiz de Fora não está atrás dos grandes centros em relação à publicidade”, ressalta.

Na verdade, a idéia de formar um Clube de Criação é antiga. "Waltencir Mattos, um dos mestres da publicidade, disse que tem se tentado colocar em prática esse projeto há 40 anos", declara Sérgio. A concretização só foi possível em 13 de novembro de 2001, depois que os publicitários se reuniram para participar de um encontro de propaganda, em Juiz de Fora.

Em apenas três meses de funcionamento, a associação já possui 75 integrantes. Os associados reúnem-se uma vez por mês para trocar idéias e traçar linhas de ações. Apesar de ainda não ter sede própria, o Clube de Criação já possui estatuto e está em fase final de organização.

Uma das propostas do clube é possibilitar o intercâmbio com outras associações do país. A diretoria espera que, a exemplo do Clube de Criação de Belo Horizonte, os associados de Juiz de Fora possam publicar um anuário e reunir peças publicitárias a serem escolhidas por profissionais do ramo. "Haverá uma comissão julgadora que avaliará o que será publicado neste anuário", informa Sérgio Bara.

Outro objetivo é a troca de conhecimentos através de palestras, encontros e cursos de profissionalização. O clube quer ainda "melhorar os conceitos criativos", através de novas idé ias e possibilidades de desenvolver projetos de alta tecnologia. Para Sérgio Bara, essas metas são mais fáceis quando o mercado se mantém integrado, como é o objetivo do clube.

Além dessas idéias, os integrantes discutem a criação de uma tabela de preços pelos serviços realizados, valorizando ainda mais o profissional. A sugestão é aprimorar a atuação das agências que, conseqüentemente, vão realizar trabalhos de qualidade, podendo competir com as grandes cidades. "Temos que fazer nossa marca ficar conhecida e garantir a fidelidade do consumidor", afirma.

Como participar

A agência de publicidade que quiser se inscrever no Clube de Criação precisa apresentar uma carta de recomendação de um associado e pagar uma taxa de R$ 20. A mensalidade custa R$ 15 por pessoa. A agência que inscrever mais de três pessoas paga R$ 10 por cada uma.

Conheça a diretoria do Clube de Criação
  • Presidente: Sérgio Bara - Agência ISO 4
  • Vice-presidente: Kico Bakumin - Agência Nocaute
  • Diretor executivo: Marcos Villas Boas - Agência 1
  • Diretora administrativa: Mila Pernisa - Agência ACE Optmídia
  • Diretora de Comunicação: Gisele Cid - Argos Comunicação
  • Diretor Social: Luiz Cavalini - Cavalini Comunicação
  • Diretora Financeira: Cristina Belém - Agência Belém

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.