Quarta-feira, 18 de dezembro de 2013, atualizada às 14h49

Juiz de Fora registra PIB de R$ 9,3 bilhões em 2011

Eduardo Maia
Repórter
Comércio

O Produto Interno Bruto (PIB) de Juiz de Fora registrado em 2011 foi de R$ 9.351 bilhões, um montante que representa 32,4% do PIB da Zona da Mata e 2,4% de Minas Gerais. A cidade tem o quinto maior registro do Estado, conforme mostra o relatório divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os quatro primeiros são Belo Horizonte, Betim, Contagem e Uberlândia, no triângulo mineiro. Em relação ao Brasil, a cidade ocupa a 66ª posição.

Os dados repassados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Geração de Emprego e Renda mostram que o resultado é proveniente, em sua maioria, do setor de serviços e comércio, que registra 63%. A indústria é a segunda atividade, representando 23,5%, seguida pelas atividades ligadas à administração pública, com 13% e a agropecuária, que registra apenas 4%.

O secretário André Zuchi acredita que o resultado demonstra um processo de consolidação da economia juiz-forana para o desenvolvimento de Minas Gerais. "Estamos mantendo a posição de anos anteriores. Uberlândia é a quarta e a gente tem a metade do PIB deles. A economia local continua crescendo e isso demonstra um processo de consolidação do PIB de Juiz de Fora no Estado", diz.

Zuchi observa que um dos fatores privilegiados da economia juiz-forana é a diversidade de setores que ela engloba. "A gente consegue manter um desempenho homogêneo. A economia de cidades como Itabira e Ipatinga, das áreas minerais, é suscetível a apenas um ramo de negócio. A economia diversificada favorece a nossa posição de consolidação. O resultado faz parte de um processo de inflexão e a gente continua atraindo empresas para dinamizar a economia local", afirma o secretário.

Zona da Mata registra crescimento de 0,2%

De acordo com a Fundação João Pinheiro, a Zona da Mata apresentou um crescimento de 0,2% em relação ao ano anterior, registrando participação de 7,5% do PIB de Minas Gerais, com destaque para a atividade comercial e de serviços. No setor da indústria, a região representa o 5º lugar no Estado, totalizando o valor adicionado (valor dos bens produzidos, com a dedução dos custos) de cerca R$ 5,5 bilhões. O índice registrado pelo setor agropecuário deu à região o terceiro lugar no estado, a partir do valor aproximado de R$ 2,9 bilhões, enquanto o setor de serviços permaneceu em 4º lugar, totalizando R$ 17,2 bilhões. Na região, depois de Juiz de Fora, tiveram maior participação no estado as cidades de Manhuaçu (R$ 1.480 bilhão), Ubá (R$ 1.457 bilhão), Muriaé (R$ 1.175 bilhão) e Cataguases (R$ 970 milhões).

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.