• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Sexta-feira, 4 de abril de 2014, atualizada às 11h50

    Shopping Jardim Norte deve gerar 1,5 mil empregos diretos

    Eduardo Maia
    Repórter
    Shopping Jardim Norte

    Com aporte de R$ 150 milhões, um novo empreendimento na Zona Norte é a aposta comercial para qualificar o segmento na região. Lançado na última quinta-feira, 3 de abril, o Shopping Jardim Norte contará com 160 lojas satélites, oito megalojas e sete âncoras, e a inauguração está prevista segundo semestre de 2015. A estimativa é de criação de 1.500 novos postos de trabalho em Juiz de Fora.

    A viabilidade do local e as características do empreendimento foram planejados a longo prazo. "Todo o projeto foi realizado com base em pesquisas. Tudo vem sendo pensado há oito anos. A cidade comporta tudo isso e entendemos que é o melhor a oferecer. São novas operações, com novas lojas, que vão inserindo a cidade num radar nacional", anuncia Antônio Arbex, presidente da ABX, uma das empresas gestoras do shopping.

    Já são confirmadas como âncoras as grandes marcas C&A, Riachuelo, Renner, Lojas Americanas, Havan, Magic Games, Lojas Avenida e Ri Happy, além do hipermercado Prezunic e da rede de cinemas Cinemais, com 5 salas. As lojas satélites que também já confirmaram são Terr, Scaldini, Vivo e Digão Lanches, que se juntam às anteriormente confirmadas O Boticário, Japa Temaki, Salsa Parrilla, Bobs, Spoleto e Subway. No evento, o presidente ainda confirmou a participação do Mc Donalds em integrar o empreendimento e informou ainda que as negociações com a rede Burger King estão em fase avançada.

    Demolição do Exposhop marca início das obras

    Concluída na última quinta-feira, 3, a demolição do antigo Exposhop, na avenida Brasil, marcou o início das obras do novo shopping. "Terminamos a demolição dos galpões e dos anexos e o serviço de terraplanagem já está sendo realizado. A previsão de inauguração do shopping é para o segundo semestre de 2015", informa a representante da ABX, Ana Luiza Mendonça. Durante as obras, a estimativa é de geração de mil empregos diretos na construção.

    A localização do Jardim Norte foi estratégica, tendo em vista os novos empreendimentos que vêm sendo instalados na região. "Fizemos um estudo para entender que o eixo que liga o Centro até a Zona Norte é o vetor de crescimento de Juiz de Fora. Existe uma tendência de crescimento dessa região, especialmente pela implantação do Hospital Regional, da Central Operativa do Samu, do Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora, e há ainda previsões de novos hotéis e escritórios comerciais", ressalta Ana Luíza. 

    O novo shopping também é visto com bons olhos pelo titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Geração de Emprego e Renda, André Zuchi. "O shopping coloca a cidade em melhores condições de competitividade na área comercial. Atrai empresas, franquias de qualidade, e a tendência é que o comércio local cresça. Vai haver uma competição entre os shoppings e o comércio do Centro da cidade também se qualificará. Do ponto de vista urbanístico, vai melhorar a entrada da região Norte, atraindo mais investimentos para a região", afirma.

    Instituto Beleza Natural é uma das apostas

    O shopping Jardim Norte tem apostado em atrair novas empresas, entre elas a Riachuelo e a Havan. Além disso, há ainda a instalação de uma das unidades do Instituto Beleza Natural, rede de salões especializada em serviços e produtos para cabelos crespos e ondulados. O gerente imobiliário do instituto, José Renato Romão, afirma que é grande a expectativa para a implantação do instituto em Juiz de Fora. "É uma cidade que está em nosso mapeamento há algum tempo. A nossa entrada, prevista para o ano que vem, coincidiu com a inauguração do shopping. Ao analisarmos a microrregião, a gente acredita que é o melhor espaço para instalar uma das nossas unidades", diz. A empresa será alocada em uma das mega lojas, num espaço de cerca de 500 metros quadrados, com geração de 100 a 150 empregos diretos.

    O Beleza Natural nasceu em 1993, do empreendedorismo de seus quatro sócios, entre eles a ex-faxineira Heloísa Assis, a Zica, após dez anos de pesquisas para encontrar uma fórmula para relaxar cabelos. Hoje, são 19 institutos, sendo 12 no estado do Rio de Janeiro, dois no Espírito Santo, dois na Bahia e três em São Paulo. No ano passado, a revista americana Forbes incluiu Zica na lista das dez mulheres mais poderosas do Brasil.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.