Foto: Pixabay - Arma de fogo

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um homem em situação de rua foi atingido por cinco tiros ao tentar defender um idoso, que era agredido a pauladas por um rapaz de 23 anos, no centro de Governador Valadares (MG), na noite de terça (20). A primeira vítima, que trabalha como motorista de táxi, teria saído do carro depois que o suspeito desferiu golpes contra o veículo, momento em que virou alvo do ataque.

Ao ver a cena, a segunda vítima, de 35 anos, que frequenta um semáforo da região fazendo malabarismo, decidiu intervir, entrando em luta corporal com o suspeito, que deixou o local logo após a briga. Mas o morador de rua foi surpreendido instantes depois, quando o rapaz voltou ao local armado, atirando cinco vezes contra ele.

O atirador fugiu da cena do crime por um beco, segundo a InterTV dos Vales, afiliada da TV Globo na região.

O homem em situação de rua foi levado ao Hospital Municipal de Governador Valadares com ferimentos no peito e nas duas pernas. O estado de saúde não foi divulgado pela unidade.

Em depoimento à TV local logo após o crime, o motorista de táxi contou que conhece o autor dos tiros, mas não deu mais detalhes sobre o comportamento do suspeito.

"No primeiro momento, ele chegou batendo com um pau no banco do táxi e eu saí do carro. Quando eu saí, ele perguntou: 'O que foi?'. Eu respondi que não era nada não, mas ele já chegou dando paulada nos meus braços. O outro menino, que faz malabarismo, tomou minhas dores e começou a lutar com ele. Logo depois ele voltou e atirou no menino", detalhou o homem, que preferiu não se identificar.

Em nota à reportagem, a Polícia Civil de Minas Gerais informou que o suspeito das agressões não foi localizado até o início da tarde de hoje, e que "a autoria, motivação e circunstâncias do crime serão investigadas pela Delegacia de Polícia Civil do município".