SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Quatro homens foram presos em flagrante na tarde desta segunda (21), no centro de São Paulo, enquanto fingiam executar uma operação policial para roubar um comerciante boliviano que tem um negócio informal na região.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o grupo criminoso usava camisetas e distintivos similares ao da polícia civil para invadir as residências dos estrangeiros, alegando que estavam averiguando denúncias de trabalho análogo à escravidão.

A suspeita da polícia é de que o grupo criminoso foque as ações em estrangeiros por acreditar que eles evitam guardar dinheiro em bancos, deixando a renda obtida nos trabalhos em casa.

Pouco antes das 13h, três falsos policiais renderam a moradora da casa na rua Pedro Álvares Cabral, no bairro da Luz, e entraram no local. Um quarto suspeito ficou do lado de fora para observar a movimentação na região.

A ação durou seis minutos e, quando estavam prestes a entrar no carro para fugir da cena do crime, todos foram cercados por policiais.

Com o grupo, segundo a Polícia Civil, foram encontrados três simulacros de pistolas e distintivos.

Todos foram autuados por roubo, associação criminosa e usurpação de função pública.

Os itens subtraídos da casa do comerciante foram devolvidos.