SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após uma manhã ensolarada e de calor, a cidade de São Paulo entrou em estado de atenção na tarde desta terça-feira (22), por conta das chuvas fortes que começaram a cair em regiões da cidade. Até o momento, segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados 21 chamados para queda de árvores e cinco para inundação de via pública.

Segundo a Defesa Civil, foram registradas chuvas isoladas nas zonas norte e central de São Paulo, com ventos e raios. Áreas vizinhas também estão sendo atingidas. No ABC, a chuva atinge a região de São Bernardo. No interior, as regiões atingidas no início da tarde foram Franco da Rocha, Botucatu, São Carlos, Campinas, Araçatuba, Ibiúna, Embu Guaçu, Sorocaba e Ribeirão Preto. O alerta incluiu também a região da Baixada Santista.

O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da Prefeitura de São Paulo, informou que a cidade entrou em estado de atenção para alagamentos, por volta das 17h, nas zonas norte, leste, sudeste, centro e marginal Tietê.

"Áreas de instabilidade vindas do interior, formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima, atuam na cidade. Imagens do radar meteorológico do CGE da Prefeitura de São Paulo mostram chuva moderada em toda a Zona Sul", informou o órgão.

"Já no Centro, no Bom Retiro e em Santa Cecília, chove forte. O mesmo quadro é observado na Zona Norte em Santana, Casa Verde e Vila Maria/Guilherme. Em Perus e Anhanguera chove moderado com pontos fortes".

Essas instabilidades têm lento deslocamento e potencial para rajadas de vento, alagamentos e transbordamentos de rios e córregos. A tendência é de que as próximas horas sigam com chuvas variando de intensidade de forma isolada, inclusive no período da noite e madrugada.

Foi registrada queda de granizo na região do Horto Florestal e rajadas de vento de 51,9 km/h no aeroporto de Congonhas. No final da tarde, a chuva se deslocou para a região de Osasco.