BERNADETE DRUZIAN

Segundo o delegado Ricardo Viana, os corpos estavam numa cisterna cobertos por cal

(FOLHAPRESS) Em 24/01/2023 05h15

A Polícia Civil do Distrito Federal anunciou, na madrugada desta terça-feira (24) que localizou mais três corpos que podem estar relacionados ao desaparecimento de 10 pessoas da família da cabeleireira Elizamar da Silva (39), vítimas de chacina no Distrito Federal.

De acordo com o delegando Ricardo Viana, da 6ª Delegacia de Polícia do Paranoá, em entrevista à TV Globo, os corpos foram encontrados dentro de uma cisterna em uma casa abandonada. As vítimas não foram reconhecidas, mas de acordo com Viana, são duas mulheres, uma delas adolescente; e um homem.

As buscas ao local da desova dos corpos começaram na noite de segunda-feira (23). O delegado relatou que os corpos estavam muito bem enterrados e foram cobertos por cal, na tentativa de dificultar a identificação por cães farejadores. Foi com a ajuda dos animais que a polícia conseguiu chegar ao local onde foram enterrados.

Renault Clio carbonizado encontrado pela PM em rodovia de Goiás com quatro corpos dentro Divulgação/Polícia Militar de Goiás **** Ainda de acordo com Ricardo Viana, os corpos serão levados ao Instituto Médico Legal (IML) para identificação. Pelo avançado estado de decomposição, deve ser necessária a coleta de material genético para realização de exame de DNA.

O delegado disse que não é possível afirmar que sejam das três vítimas da chacina desaparecidas, mas as investigações se concentram na localização dos corpos de Thiago Gabriel, marido de Elizamar; Cláudia Regina Marques de Oliveira e a filha dela, Ana Beatriz Marques de Oliveira - respectivamente ex-mulher e filha de Marcos Antônio Lopes de Oliveira, sogro da cabeleireira.