SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O latrocínio foi registrado na manhã desta segunda-feira 923) no bairro de Vila Jordanópolis. Um suspeito de envolvimento no crime que vitimou a mulher já foi detido pela polícia. O autor dos disparos ainda não foi preso.

COMO OCORREU O CRIME?

- A vítima foi identificada como Olívia Tsutsumi Ambrogi, 43, estava na rua Góis Monteiro e não percebeu que estava sendo seguida até ser abordada.

- A mulher reagiu ao assalto, entrou em luta corporal com o criminoso, e acabou baleada na região da axila.

- O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas constatou a morte ainda no local.

- O homem fugiu no carro da vítima e ainda não foi localizado.

A vítima foi morta em seu primeiro dia de férias. Ela estava na região para atender um cliente de forma independente no momento do crime. A família da profissional de saúde anunciou o falecimento nas redes sociais horas após o crime. A fisioterapeuta deixa uma filha. O velório dela será realizado às 19h30 de hoje e o sepultamento será às 10h de amanhã no Memorial Jardim Santo André.

O QUE SE SABE SOBRE O AUTOR DOS DISPAROS

- O crime foi registrado por câmeras de segurança instaladas na rua, o que permitiu a identificação do criminoso, que não teve o nome divulgado.

- De acordo com a polícia, antes de abordar a fisioterapeuta, o suspeito teria roubado outro carro no município horas antes do crime.

- O veículo, um Creta, foi localizado e o receptador acabou preso ainda na noite desta segunda-feira (23).

- O automóvel de Olívia foi encontrado na casa da mãe do suspeito, que tentou dificultar a ação dos policiais. Por isso, ela vai responder por "favorecimento pessoal".

- O Conselho Regional de Fisioterapia lamentou a morte de Olívia Ambrogi, descrevendo o caso como um "brutal latrocínio ocorrido em São Bernardo do Campo". A família da profissional também expressou pesar ao anunciar detalhes do enterro.

Tags:
ABC Paulista