CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) - Uma mulher morreu e outras nove pessoas ficaram feridas após a parede de um prédio desabar do 20° andar sobre um centro religioso. A edificação tem 32 andares e está em construção em Chapecó (SC), a 550 km de Florianópolis.

O acidente aconteceu no fim da tarde desta segunda-feira (23) e, segundo o Corpo de Bombeiros Militar, havia 30 pessoas no local, o Centro Espírita Amor é Luz.

Das dez vítimas atingidas pela parede que desabou, uma mulher foi encontrada já morta, segundo o capitão André Nunes, do 6º Batalhão de Bombeiros Militar de Chapecó.

Das outras nove pessoas encaminhadas para o hospital, quatro estavam em estado grave, informou o bombeiro. As vítimas têm de 29 a 63 anos.

Segundo o hospital Regional do Oeste, para o qual todos foram encaminhados, seis receberam alta nesta terça-feira (24) e três continuam internados, entre elas uma gestante.

A prefeitura de Chapecó disse que a empresa tem alvará de licença para a construção e que a documentação necessária para a obra está em dia.

Na hora do desabamento, chovia muito em Chapecó. De acordo com a prefeitura, os ventos chegaram a 70 km/h.

Houve alagamentos, destelhamentos em dezenas de casas e 25 quedas de árvores na cidade, apontou a Defesa Civil, sendo duas casas atingidas, além do centro religioso.

CHUVAS

Santa Catarina registra fortes chuvas desde última semana, quando um temporal deixou quatro mortos, incluindo uma criança de quatro anos, no Vale do Itajaí.

As mortes aconteceram na quarta-feira (18) com o desmoronamento de um morro, na cidade de Rodeio, e também quando um homem tentou atravessar uma ponte e ser arrastado pela água.

No mesmo dia, em Indaial, a 170 km de Florianópolis, uma cratera de dois metros se abriu na BR-470 e interditou totalmente o trânsito no km 75. Novos deslizamentos também foram registrados em outros trechos da rodovia.