SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na missa celebrada na Catedral da Sé na manhã desta quarta-feira (25) em comemoração pelo aniversário de São Paulo, o arcebispo da capital, dom Odilo Scherer, pediu aos governantes que olhem para os que sofrem na cidade, especialmente os moradores de rua.

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e o prefeito Ricardo Nunes (MDB) acompanharam a missa. "O dia de hoje é de reflexão, de recomeço, de pensar no que passou e de projetar o futuro", disse o governador. "A gente tem que pensar hoje na situação das pessoas que precisam do amparo do estado", continuou.

O prefeito ressaltou a fala do governador e disse que tem compromisso conjunto com o governo estadual de "cuidar das pessoas em situação de rua, das que têm drogadição e tornar a vida das pessoas que vivem aqui melhor".

Governador e prefeito, acompanhados de secretários estaduais e municipais, atravessaram a pé a praça da Sé após solenidade no Páteo do Colégio. No trajeto, moradores de rua que ocupam o local abordaram as autoridades e agentes da GCM (Guarda Civil Metropolitana) tiveram que atuar. Não há, porém, relatos de confronto.

Questionado sobre a dispersão dos usuários, Tarcísio apenas negou balançando a cabeça e não comentou o assunto.

Em seguida, o governador e o prefeito almoçaram feijoada na unidade do Bom Prato na rua 25 de Março. Segundo Tarcísio, uma parceria entre o Metrô e a prefeitura irá realizar obras para revitalizar a praça da Sé. "Vamos atacar agora essa questão da revitalização junto com a prefeitura, porque é importante, dá pertencimento e devolve a cidade às pessoas", disse o governador.

Tarcísio anunciou uma série de medidas para a região da cracolândia nesta terça-feira (24). O tema tem sido tratado como prioridade pelo governador, que anunciou no primeiro dia de gestão o vice-governador Felicio Ramurh (PSD) como responsável por coordenar as ações.