SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O DetranSP afirma que vai apresentar ao governador Tarcísio de Freitas, até o início de fevereiro, uma proposta para criar uma área adicional de prevenção de condutas irregulares e desvios de recursos na autarquia.

A medida acontece depois de uma operação para desmontar esquemas de práticas irregulares no DetranSP que apreendeu cerca de R$ 170 mil em espécie na residência de um servidor no interior do estado nesta semana.

Nesta quarta-feira (25), o ex-presidente da Petrobras e secretário de Gestão e Governo Digital de São Paulo, Caio Paes de Andrade, se reuniu com o diretor-presidente do Detran, Eduardo Aggio, para começar a estruturar o projeto.

Segundo o Detran, o trabalho será feito com a Polícia Civil, a CGE (Controladoria-Geral do Estado) e especialistas, e funcionará como uma auditoria para processos do órgão.

A implementação deve ser feita até abril, segundo a autarquia.