Escolha o peixe certo Atenção na hora de comprar o pescado

Edição: Ludmila Gusman
Design: Laura Ferreira
Abril/2007



Na Quaresma, período entre o Carnaval e a Semana Santa, parte da população católica ainda segue a tradição e costuma fazer restrições a certos alimentos, principalmente a carnes vermelhas. Durante a Semana Santa, então, o consumo de peixes e frutos do mar aumenta significativamente.

Os que seguem a tradição, porém, já se preocupam em encher as geladeiras mais cedo, já que a procura pelos pescados cresce à medida que se aproxima a Páscoa. E estão certos, pois, com o aumento da demanda, a tendência dos preços é também aumentar.

Segundo o veterinário João Emídio Lopes (foto ao lado), os peixes mais procurados nesta época são, geralmente, os mais baratos, já que poucos são os que podem se dar ao luxo de comprar Salmão. Entre os peixes mais comprados estão o Cação e a Corvina, que também são muito gostosos e permanecem com valores estáveis.

João Emídio Lopes. Foto: ACESSA.com De acordo com João, quando for escolher o bacalhau é preciso verificar se ele não está com manchas avermelhadas, causadas por leveduras (um tipo de mofo). Essas manchas deixam o peixe com um aspecto melado, o que demonstra mau armazenamento do produto. Além disso, o cheiro de ranso não é característico do peixe. "Se estiver cheirando ranso, o bacalhau está velho", informa.

Nos peixes cartilaginosos (tubarão, arraia e cações) o cheiro de amônia denuncia que ele está próximo de estragar. Nos crustáceos (siri, lagostas e camarão) deve-se verificar se a carapaça está junto à carne, com cheiro agradável. Segundo João Emídio, é importante observar se as extremidades do camarão estão escuras: o que significa que ele está velho.


  • Superfície: limpa e com brilho metálico. Pressione com o dedo uma parte da superfície. Quando apertar, não pode ficar a marca da pressão dos dedos.
  • Olhos: transparentes, brilhantes e salientes, ocupando toda a órbita. Não podem estar afundados ou opacos. No entanto, peixes como a sardinha e a traíra podem apresentar, normalmente, olhos embaçados.
  • Guelras: rosas ou avermelhadas (conforme a espécie, existem peixes que posuem guelras mais escuras, como o atum), úmidas e brilhantes, com odor próprio e suave cheiro de maresia (frutos do mar, algas marinhas...).
  • Ventre: roliço, inteiro e firme, exceto em espécies que possuem o ventre mais amolecido
  • Escamas: brilhantes e bem aderentes à pele
  • Nadadeiras: resistentes e elásticas, com cor própria da espécie

  • Conteúdo Recomendado

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.