• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Quarta-feira, dia 13 de fevereiro de 2008, atualizada às 13h

    Reajuste da tabela do SUS beneficia médicos, mas sindicato da categoria, em Juiz de Fora, diz que o valor ainda não é o ideal


    Renata Solano
    *Colaboração

    A primeira medida, aprovada pelo Plenário Câmara em 2008, foi Medida Provisória 395/07, que abre crédito extraordinário para diversos órgãos do Poder Executivo no valor de R$ 3,25 bilhões.

    Somente para o Ministério da Saúde, a MP, editada em setembro de 2007, libera R$ 1,7 bilhão com o objetivo de socorrer hospitais federais e reajustar os valores das tabelas do Sistema Único de Saúde (SUS).

    Segundo a assessoria do sindicato dos médicos de Juiz de Fora, as alterações na tabela do SUS são importantes para a área da saúde do município por se tratar de um investimento maior em profissionais qualificados. O sindicato acredita que apesar do aumento não ser o ideal, estes médicos vão trabalhar menos insatisfeitos e que a sociedade vai receber um melhor atendimento sem ter que pagar por isso.

    Confira algumas modificações
    • Parto normal: de R$ 317 para R$ 403 (aumento de 27%)
    • Exame de ecocardiografia: de R$ 15,36 para R$ 30,72 (aumento de 50%)
    • Ultra-sonografia obstétrica: de R$ 22,79 para R$ 33,00 (aumento de 44,8%)

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.