• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Campanha de vacinação é aberta em JF, com meta de imunizar 95% do público-alvo

    Meta local supera a do Ministério da Saúde, estabelecida em 80%. População tem até o dia 25 para buscar a imunização

    Thiago Stephan
    Repórter
    5/5/2012
    Vacinação

    Vacinar 95% do público-alvo, composto por idosos (acima de 60 anos), crianças (com idades entre seis meses e dois anos incompletos), gestantes e profissionais de saúde que trabalham diretamente com a população, o que totaliza cerca de 90 mil pessoas. Foi com esta meta que a Secretaria de Saúde (SS) deu início, em Juiz de Fora, neste sábado, 5, à Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. As doses previnem contra três tipos de vírus, entre eles, o H1N1.

    O Dia D de Vacinação, como é chamado, levou, pela manhã, grande número de pessoas ao Parque Halfeld. Mas os juiz-foranos puderam aderir à campanha e se imunizar em 90 endereços do município. O esforço é para que a cidade consiga superar o índice de 2011, quando cerca 87% do público-alvo recebeu a dose da vacina. Segundo a secretária de Saúde, Maria Helena Leal Castro, está sendo feito grande investimento na prevenção. Ela espera que a população também faça a sua parte. "Essa abertura é um convite para as pessoas fazerem a sua parte. A Prefeitura e o Ministério da Saúde estão disponibilizando as vacinas e os profissionais. Esperamos que a população nos ajude a prevenir essas doenças", diz.

    O prefeito Custódio Mattos esteve no Parque Halfeld e aproveitou o lançamento da campanha para também se imunizar contra a gripe. "Está demonstrado que o efeito da vacina é muito benéfico. As pessoas gripam menos e, quando gripam, a doença é muito mais branda. É importante que todos influenciem familiares e amigos a receberem a vacina", afirma Mattos.

    De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Ivander Mattos, serão feitos diferentes esforços a fim de superar a meta do Ministério da Saúde. "A meta definida é de atingir 80% do público-alvo. A nossa meta é ainda mais ousada, de 95%. Para isso, vamos trabalhar até o dia 25 de maio com várias ações. Além de garantir as vacinas em todas as unidades de saúde, no decorrer desse período, haverá ações pontuais. Pacientes acamados e com dificuldade de locomoção, por exemplo, devem entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima de sua casa para agendar a visita. Em regiões descobertas pelo Programa de Saúde da Família, haverá equipes volantes fazendo a vacinação."

    Ainda de acordo com o subsecretário, a morte de um jovem de 21 anos, no dia 18 de abril, no Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, suspeita de ter sido causada pela Gripe A (H1N1), ainda está sendo investigada, com o resultado ficando pronto nos próximos dias. Apesar das características do infiltrado pulmonar, segundo Mattos, não apontarem para a doença, o caso serve de alerta à população. "Só de haver a possibilidade de um caso de morte por H1N1 reforça a necessidade de imunização contra o vírus", destaca, acrescentando a necessidade de vacinar todos os anos, já que a cada campanha são incluídas novas variações do vírus na vacina.

    A vacinação contra a gripe é feita em dose única e pode ser recebida até o dia 25 de maio em todas as unidades de saúde do município.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.