• Assinantes
  • Autenticação
  • Turismo

    Vistoria em bagagem Líquidos e objetos pontiagudos podem ser barrados na hora do embarque


    Thiago Werneck
    Colaboração
    10/04/2007

    Transtornos inesperados, prejuízo financeiro e muita dor de cabeça. Isso é o que pode acontecer com quem ainda não sabe preparar a bagagem na hora de viajar de avião. Alguns cuidados simples podem evitar uma série de problemas, principalmente para os passageiros de primeira viagem.

    As principais dicas são levar documentos, jóias, ações, dinheiro e todos objetos de valores na bagagem de mão. O agente de bagagem, Fabrício Ribeiro, explica que é normal uma bagagem ser extraviada e a empresa não se responsabiliza por esses bens de valor. "A qualquer momento pode acontecer de uma bagagem ser perdida e as empresas são obrigadas a assumir os danos, menos nesses casos de maior valor", conta.

    Outro problema simples e que causa confusão é a troca de bagagens. Segundo Fabrício é importante o passageiro verificar a etiqueta das suas malas. "A maioria absoluta das companhias aéreas não faz conferência de bagagem e muitas bolsas são idênticas. É normal um passageiro não prestar atenção e pegar a bagagem errada", alerta.

    E os cuidados não param por aí. Depois dos atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos, as regras, principalmente para viagens internacionais, ficaram mais rígidas. Desde 2001, objetos cortantes, pontiagudos e inflamáveis não podem ser levados na bagagem de mão. Então nem pense em levar aquela tesourinha de unha, o faqueiro que ganhou de presente, seu isqueiro na bagagem de mão.

    A questão é tão séria que até mesmo quem quer transportar um perfume enfrenta restrições."Qualquer líquido inflamável pode ser barrado na checagem de embarque, mas isso varia de empresa para empresa", destaca Fabrício.

    E para quem vai fazer um vôo internacional, mais uma restrição a vista. Desde o início de abril, uma regra da Aviação Civil Internacional proíbe os passageiros de transportarem líquidos em frascos com capacidade superior 100ml. A determinação já está sendo cumprida em todos aeroportos internacionais do país.

    Varela Aragão, delegado regional da ABAV De acordo com o delegado regional da Associação Brasileira de Agências de Viagem (ABAV), Varela Aragão (foto), essa é uma regra simples e foi tomada por boatos sobre novos atentados terroristas. "Houve uma conversa de que haveria alguma tipo de ação criminosa nos aviões com uso de explosivo líquido, por isso tomaram essa medida", revela.

    Aragão lembra que alguns cuidados especiais devem ser tomados por quem vai viajar para o exterior. "Quem precisar de um medicamento, tendo prescrição médica, quiser levar alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais na quantidade necessária durante o vôo terá liberação", destaca.

    Por causa dessa nova regra, gel, pasta, creme, aerosol e outras substâncias similares têm que ser transportadas em frascos de 100ml. A compra de bebidas ou perfumes nos aeroportos está liberada, desde que as lojas estejam localizadas depois do ponto de inspeção.

    Apesar do rigor das normas, Varela afirma que isso tem causado pouco transtorno aos passageiros. "As agências de viagem estão muito bem informadas e as pessoas que fazem viagens internacionais são melhor instruídas. Todo dia as agências recebem um comunicado com essas orientações da nova regra", diz.

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.