Extravio de bagagens Veja como evitar esse incômodo nas suas viagens ou o que fazer
caso sua bagagem seja extraviada por qualquer motivo


Renato Costa
Colaboração*
14/02/2007

Na época de férias e feriados prolongados, uma viagem é sempre bem-vinda. A visita a lugares badalados ou relaxantes é prioridade para os turistas de plantão. Mas, para que a diversão não termine antes de começar, certos cuidados são indispensáveis, como a hora de preparar sua mala e se precaver de um extravio.

A administradora de empresas Patrícia Guimarães passou pelo problema de ter a bagagem extraviada em um carnaval. "Fomos de avião do Rio de Janeiro até Porto Seguro. Quando chegamos lá, descobrimos que nossas bagagens foram para Natal, em um outro vôo. Só no dia seguinte é que conseguimos reaver as nossas malas", conta.

Casos como o de Patrícia podem acontecer por vários motivos. "Às vezes, o passageiro não identifica sua bagagem de modo a diferenciá-la de outras parecidas. A troca de vôos na última hora pode acarretar o extravio também. Esse foi o fator que mais contribuiu para o grande problema com bagagens nos aeroportos no fim de 2006", explica Augusto Ferreira, funcionário do setor de bagagens de uma empresa aérea.

Varela Aragão, sócio de agência de viagens De acordo com delegado regional da Zona da Mata da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), Varela Aragão, a probabilidade de ocorrer extravio de bagagens é maior no setor aéreo, em comparação com o rodoviário.

"Quando o passageiro faz uma viagem de ônibus, ele pode acompanhar a sua bagagem. No caso de vôos é mais difícil, porque a bagagem é entregue no check-in da empresa aérea, e só é vista de novo quando o passageiro chega ao seu destino", diz.

Varela comenta há mais chances de acontecer o problema nos casos de conexão. "Como a aeronave vai seguir para outra cidade, a bagagem pode não ser descarregada por engano", explica.

Os prazos

mala com um lenço para identificá-la O prazo máximo para a entrega da bagagem extraviada é de 30 dias. Caso a empresa não consiga localizar e devolver nesse período, deve negociar uma indenização com o passageiro.

De acordo com Augusto, o prazo de devolução depende de cada caso. "Em vôos nacionais, pode ser que no mesmo dia a situação se resolva. Depende do tempo que se demora para localizar a bagagem e a disponibilidade de um vôo para o local onde a pessoa está", explica.

E se acontecer?

Caso o passageiro tenha sua bagagem extraviada, o primeiro passo é registrar a ocorrência no setor de bagagens da empresa transportadora ou no atendimento das Agências Nacionais (ANTT nas rodoviárias e ANAC nos aeroportos). É importante fazer isso antes de deixar o local de desembarque, para se garantir um documento confirmando o extravio.

Caso o passageiro desconfie que a bagagem tenha sido violada, ele só deve abri-la na presença de funcionários da empresa, para a comprovação de quaisquer pertences que possa estar faltando.

Cuidados ao viajar
  • Identificar e personalizar a bagagem, de maneira que fique fácil reconhecê-la
  • Transportar objetos de valor na bagagem de mão. As empresas indenizam os passageiros pelo peso da bagagem, não pelo conteúdo
  • Levar uma muda de roupa extra na bagagem de mão, para o fato de ter que esperar a chegada das malas extraviadas

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.