Juiz de Fora 150 anos em um minuto:
Os fatos e personalidades que constru?ram a hist?ria da cidade.
Novas cr?nicas todos os dias, de segunda a sexta.
Uma iniciativa da R?dio FM Itatiaia e do JFService

03/08/2000

Ou?a a cr?nica
Os postos antigos
Quem viveu em Juiz de Fora antes de 1955 lembra-se do posto de gasolina existente na esquina da Avenida Rio Branco com o Parque Halfeld, onde hoje ? o pr?dio do F?rum. O posto, cuja bandeira era da Texaco, foi inaugurado em 1935, sendo seu propriet?rio o senhor Henrique Carrato, comerciante e empres?rio, que era dono da concession?ria da General Motors na cidade, desde 1926. Na ?poca de sua inaugura??o, n?o havia os caminh?es tanque para trazer a gasolina, que vinha em tambores de 200 litros e depois era colocada atrav?s de um funil nas bombas do posto. Carrato era auxiliado pelos seus filhos, Afonso e Frederico, e foram os propriet?rios at? 1953, quando o venderam para Jos? Brochado. Em 1961, a firma Henrique Carrato S/A montou uma concession?ria da Volkswagen na Rua Floriano Peixoto, num galp?o em frente hoje ? o Supermercado Bretas. Outro posto antigo e tradicional de Juiz de Fora ? o Posto Salgado, constru?do em 1938 pela construtora do engenheiro Deusdedith Salgado, sendo o primeiro dono o senhor Vit?rio Daldegan at? 1941, quando foi adquirido pelo senhor Jos? Salgado, seu propriet?rio at? hoje. O Picorelli, na Rua Santa Rita, o Centro dos Choferes, na Rua Benjamin Constant, e o S?o Vicente, na Rua Esp?rito Santo, incluem-se tamb?m entre os mais antigos de Juiz de Fora.

Ou?a a cr?nica
Ponte Arthur Bernardes
A primeira ponte constru?da em Juiz de Fora foi a Arthur Bernardes, mais conhecida como ponte da Halfeld. A constru??o de 1923, em estilo neocl?ssico, ligava, pela primeira vez, os dois lados da Avenida Brasil ? rua mais charmosa da cidade, a Halfeld, onde havia o Footing, o Cinema S?o Luiz "nos tempos ?ureos" e muitas lojas famosas. As lumin?rias e os balaustres davam bom acabamento ? constru??o, que, ao longo do tempo, foi sendo esquecida e acabou deteriorando-se. Hoje a import?ncia da Ponte Arthur Bernardes volta a ser reconhecida e j? foi iniciado o processo de restaura??o do espa?o. Os aspectos originais ser?o resgatados, com a confec??o de postes semelhantes aos usados na d?cada de 20 e uma pintura em tons suaves, como a da ?poca. Como o n?mero de pedestres j? n?o ? mais o mesmo de d?cadas atr?s, os passeios ter?o aumento de 60 cent?metros de cada lado. A preserva??o desta ponte ? muito importante, porque junto a ela encontra-se um dos conjuntos arquitet?nicos de maior valor para a hist?ria de Juiz de Fora no entorno da Pra?a da Esta??o.

Ou?a a cr?nica
Bar do Bigode e Bar do Gaud?ncio
Apenas um ma?arico, e as chamas deram conta de preparar aquele que ? considerado um dos torresmos mais famosos de Juiz de Fora. No Bar do Bigode ? assim. A atra??o come?a pelo cheiro que invade as moradias da Rua Oswaldo Aranha, pr?ximo ? Avenida Rio Branco, h? anos. Segundo os fregueses mais atentos, o sucesso do tira-gosto est? exatamente nas chamas do ma?arico, capazes de deixar o torresmo sequinho e crocante. Apesar de as mesas serem recolhidas ainda cedo, de acordo com a avalia??o de seus frequentadores, o carisma que paira na casa sempre segurou os fregueses. Outro ponto que tamb?m aposta em uma f?rmula sigilosa de se agradar o cliente ? o Bar do Gaud?ncio, localizado na Rua Dom Silv?rio, no bairro Alto dos Passos. L?, o mist?rio ronda o chamado "coquinho do Gaud?ncio", cuja fabrica??o ? pr?pria, e o sabor ? incompar?vel. Contam os mais importantes freq?entadores, que a primeira coisa que o juizforano se lembra, quando quer presentear algum amigo visitante, ? do "coquinho do Gaud?ncio".

Fonte: Noite Passada - Carlos Roberto Pimenta

Cr?ditos:
Texto e ?udio - Equipe de Jornalismo R?dio FM Itatiaia JF
Edi??o Internet e recursos digitais - Equipe JFService / ArtNet